Radar do mercado

Eletrobras (ELET3) tem PDV suspenso, Taesa (TAEE11) recebe licença ambiental para obras e outros destaques desta segunda-feira (04)

04 set 2023, 9:24 - atualizado em 04 set 2023, 10:09
eletrobras fgts
Eletrobras (ELET3) desligou 440 funcionários. (Imagem: Fernando Frazão/Agência Brasil)

A suspensão do Plano de Demissão Voluntária (PDV) da Eletrobras (ELET3) e a licença do Instituto do Meio Ambiente de Santa Catarina para Taesa (TAEE11) operar trechos de linha de transmissão são alguns dos destaques corporativos desta segunda-feira (04).

A decisão de suspensão do PDV da Eletrobras foi do ministro Alexandre Agra Belmonte, do Tribunal Superior do Trabalho (TST). A suspensão é de 15 dias e impede novas adesões e a continuidade de demissões já em andamento.

A empresa informou que 353 empregados inscritos no programa foram desligados em 31 de agosto. No total, foram 440 desligamentos na Eletrobras. 

Taesa

A Taesa (TAEE11) conseguiu licença previa do Instituto do Meio Ambiente de Santa Catarina para trechos de linha de transmissão Abdon Batista – Videira e Abdon Batista – Barra Grande, incluindo as obras de ampliação das subestações SE Barra Grande, SE Abdon Batista e SE Videira a serem interligadas. 

Segundo a companhia, a Pitiguari possui RAP (receita anual permitida) de R$ 21,4 milhões para o ciclo 2023‐2024 e um Capex Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) de R$ 243,2 milhões.

XP

A XP (XPBR31) anunciou a aprovação do pagamento de dividendos. O pagamento total aos acionistas será de US$ 320 milhões, ou US$ 0,58 por ação ordinária.

O valor será pago em 25 de setembro, aos acionistas que detiverem a ação em 12 de setembro de 2023. A partir do dia 13 de setembro, as ações serão negociadas “ex-dividendo”.

Estagiária
Estudante de jornalismo. Foi redatora durante um ano, trabalhando com hard news. Escreve sobre tecnologia, economia, política e empresas.
Estudante de jornalismo. Foi redatora durante um ano, trabalhando com hard news. Escreve sobre tecnologia, economia, política e empresas.