Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Rali acionário na China dá pausa por cortes de participações e tensão com EUA

10/07/2020 - 7:48
Guerra Comercial
Os EUA adotou sanções a autoridades chinesas de alto escalão devido a supostos abusos de direitos humanos contra minoria muçulmana (Imagem: Reuters/Jason Lee)

Os índices acionários da China encerraram em baixa nesta sexta-feira pela primeira vez desde 29 de junho, depois que os fundos estatais do país anunciaram cortes de participações em empresas e com sinais de renovadas tensões com os Estados Unidos.

O período de ganhos no mercado, encorajado pela mídia estatal, foi alimentado por sinais de recuperação econômica da China após o coronavírus, reformas do mercado de capital e aceleração da entrada de fundos estrangeiros.

O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, caiu 1,81%, enquanto o índice de Xangai teve queda de 1,95%. O índice de start-ups Chinext avançou 0,754%.

O People’s Insurance Co (Group) of China e três empresas de tecnologia listadas na China disseram que seus principais acionistas estatais planejam reduzir suas participações, afetando o sentimento do investidor.

A decisão acontece depois de reguladores reprimirem as margens de financiamento e depois de a mídia oficial chinesa pedir aos investidores de varejo que sejam prudentes.

O mercado pode enfrentar risco de correção no curto prazo, disseram em nota analistas da Everbright Securities.

Ásia Hong Kong
O período de ganhos no mercado foi alimentado por sinais de recuperação econômica da China após o coronavírus (Imagem: Unsplash/@andresgarcia)

Afetando ainda mais o sentimento estavam notícias de que os EUA adotou sanções a autoridades chinesas de alto escalão devido a supostos abusos de direitos humanos contra a minoria muçulmana Uighur.

Na semana, o rali das ações permaneceu forte. O SSEC ganhou 7,3% na semana, enquanto o CSI300 avançou 7,5%, ambos registrando a melhor semana em mais de cinco anos.

Em Tóquio, o índice Nikkei recuou 1,06%, a 22.290 pontos.

Em Hong Kong, o índice Hang Seng caiu 1,84%, a 25.727 pontos.

Em Xangai, o índice SSEC perdeu 1,95%, a 3.383 pontos.

O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, retrocedeu 1,81%, a 4.753 pontos.

Em Seul, o índice KOSPI teve desvalorização de 0,81%, a 2.150 pontos.

Em Taiwan, o índice TAIEX registrou baixa de 0,98%, a 12.073 pontos.

Em Cingapura, o índice Straits Times permaneceu fechado.

Em SYDNEY o índice S&P/ASX 200 recuou 0,61%, a 5.919 pontos.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por Lucas Simões - 10/07/2020 - 7:48