Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Leia os avisos legais em avenue.us. Intermediação Coin DTVM

Rali da Bolsa: Petrobras e Vale foram as ações favoritas em dezembro

15/01/2021 - 18:57
Em dezembro, os investidores escolheram ações de segmentos que estavam defasados, como commodities e bancos (Imagem: Unsplash/@adamaszczos)

A busca por ações de companhias produtoras de commodities se intensificou no final de 2020. Petrobras (PETR4) e Vale (VALE3) foram as mais investidas em dezembro, segundo o Big Data SmartBrain.

O estudo é feito com base na plataforma de consolidação de investimentos que processa diariamente mais de 210 mil extratos de investimentos, que somam mais de R$ 120 bilhões.

No mês passado, o Ibovespa teve alta expressiva de 9,30%, chegando aos 120.150 pontos, após ter subido 15,90% em novembro. Com isso, o principal índice da Bolsa teve avanço de 2,92% em 2020.

Apesar da nova onda da Covid-19 e de adoção de lockdown e fechamentos de fronteiras por diversos países, os estudos comprovando a eficácia de vacinas contra o coronavírus e anúncios dos calendários de vacinação em algumas nações alimentaram expectativas otimistas de um retorno ao “normal” com maior fôlego às atividades econômicas em 2021.

Espera-se que a legalização das apostas esportivas seja muito significativa aos impostos

Assim, investidores partiram para ativos de risco e, nesse cenário, escolheram ações de segmentos que estavam defasados, como commodities e bancos. Inclusive nos meses de novembro e dezembro, a Bolsa foi impulsionada pela volta dos investimentos estrangeiros. Os gringos compraram principalmente esses papéis que estavam descontados.

Veja agora quais foram as 10 ações mais escolhidas no mês passado:

Ranking das ações queridinhas em dezembro

TOP Ação Rent. Mês Rent. Ano Rent. 24 meses Rent. 36 meses
1 PETR4 13,82% -6,1% 28,5% 87,49%
2 VALE3 12,12% 70,47% 82,15% 138,8%
3 MGLU3 6,95% 110,07% 345,67% 908,71%
4 B3SA3 10,42% 49,95% 144,81% 172,08%
5 BBDC4 13,57% -15,26% 0,3% 29,64%
6 LAME4 14,7% 1,55% 35,21% 56,84%
7 LREN3 -2,33% -21,9% 15,18% 39,29%
8 COGN3 -1,28% -59,49% -47,8% -74,86%
9 BBAS3 14,88% -24,04% -9,82% 36,51%
10 HAPV3 5,68% 19,75% 147,18% Início em 24/4/2018

(Fonte: Big Data SmartBrain)

Nesse contexto, a Petrobras (PETR4) foi bastante recomendada por assessores e investida no mês passado, sendo a Top 1 do ranking de favoritas. Em novembro, estava em sexto lugar. A companhia demonstrou resiliência na crise por ter custos de produção baixos e tem se destacado pela gestão com foco na diminuição do endividamento e no seu plano de desinvestimentos para se concentrar em áreas estratégicas de extração de petróleo e gás. A manutenção dos cortes de produção de petróleo pela Opep+ é outro fator que favorece a empresa. As ações da Petrobras subiram 13,82% em dezembro. Segundo analistas, as vacinas contra a Covid e a retomada gradual da economia tendem a levar a uma recuperação da demanda por commodities e dos seus preços no mercado global.

A Vale (VALE3), que subiu da quarta para a segunda posição, também vem atuando na redução de custos das suas operações, tem baixa exposição em dívidas e seus resultados no terceiro trimestre superaram as expectativas do mercado. A mineradora deve se beneficiar com a evolução das compras de minério de ferro pela China. Além disso, a companhia tem atraído investidores, pois retomou recentemente sua política de pagamentos de dividendos que estava suspensa desde o incidente de Brumadinho (MG) e deve seguir como boa pagadora desses proventos. Em 2020, as ações da Vale valorizaram 70,47%.

Chama a atenção a presença de ações de varejistas e de bancos na lista de preferências.

Há vários meses a Magazine Luiza (MGLU3) aparece entre as mais investidas e passou da primeira para a terceira posição de novembro para dezembro. A empresa, que já tinha uma atuação digital consistente, conseguiu se fortalecer ainda mais na crise da Covid. A Magazine Luiza tem investido em centros de distribuição e adquiriu startups para ganhar ainda mais competitividade. Os fundamentos que sustentam a procura pela ação continuam os mesmos e apesar do valuation caro, os agentes de mercado veem um horizonte promissor de crescimento. A as ações da Magalu subiram 110% em 2020.

Lojas Americanas
A Lojas Americanas está descontada em relação aos seus pares e bem capitalizada para avançar suas lojas físicas e a plataforma digital (Imagem: LinkedIn/Americanas)

A Lojas Americanas (LAME4) foram novidade, entrando em sexto lugar no ranking. Conforme analistas, a empresa está descontada em relação aos seus pares e bem capitalizada para avançar suas lojas físicas e a plataforma digital, após ter levantado R$ 7,87 bilhões em uma oferta subsequente de ações em julho do ano passado. Já as Lojas Renner (LREN3) voltaram na sétima posição. A varejista de moda destaca-se pela sua capacidade de gestão.

No setor financeiro, as ações B3 (B3SA3) são procuradas há vários meses e passaram da segunda para a quarta posição. A Bolsa atrai cada vez mais investidores do varejo e é impulsionada em um cenário de juros baixos. Ao mesmo tempo, a retomada da economia abre espaço para ofertas iniciais de ações IPOs e follow-ons.

Já os grandes bancos que estavam com preços defasados em relação a outros setores, começaram a entrar em uma trajetória mais positiva com a redução das provisões. Somado a isso, a melhora na economia irá levar ao aumento do crédito e de serviços. Em dezembro, as ações do Bradesco (BBDC4) e do Banco do Brasil (BBAS3) continuaram sendo escolhidas para as carteiras.

Retornaram à lista de favoritas as ações da Cogna (COGN3) do setor de educação, detentora das marcas Kroton, Saber e Vasta. A companhia está em um processo de reestruturação das suas atividades para reverter perdas, um plano que será tocado até o fim deste ano. O objetivo é reduzir a graduação presencial e apostar mais no ensino à distância e em cursos premium, de maior valor agregado.

Voltaram também as ações da Hapvida (HAPV3) do setor de saúde, que conforme analistas, tem apresentado bons resultados operacionais com o seu modelo de negócios. Companhia oferece planos de saúde com custos acessíveis devido à sua estrutura verticalizada de atendimento.

Em dezembro, as ações da Hapvida foram muito recomendadas por conta do plano agressivo de crescimento orgânico e por meio de aquisições de carteiras de planos de saúde, clínicas e hospitais. E agora neste mês o mercado foi surpreendido com o fato relevante divulgado pela Hapvida e pela NotreDame Intermédica (GNDI3) informando que estão negociando a fusão de suas operações.

Deixaram o ranking das Top 10 Itaúsa (ITSA4), BTG Pactual (BPAC11), Via Varejo (VVAR3) e o BOVA11, ETF que segue o Ibovespa.

Ranking dos fundos de ações preferidos em dezembro

TOP Fundo Gestor Rent. Mês Rent. Ano Rent. 24 meses Rent. 36 meses
1 INDIE FIC FIA INDIE CAPITAL 6,93% 7,45% 69% 92,92%
2 ARX INCOME FIC FIA ARX INVESTIMENTOS 8,26% 2,55% 39,43% 80,56%
3 MOAT CAPITAL FIC FIA MOAT CAPITAL 7,03% 8,11% 55,52% 102,4%
4 IP VALUE HEDGE FIC FIA BDR Nível I IP CAPITAL PARTNERS 1,7% 14,37% 33,78% 41,77%
5 EQUITAS SELECTION FIC FIA EQUITAS 7,47% -13,57% 38,18% 73,9%
6 BRASIL CAPITAL 30 FIC FIA BRASIL CAPITAL 7,78% -0,25% 55,67% 76,91%
7 ALASKA BLACK INSTITUCIONAL FIA ALASKA INVESTIMENTOS 3,03% -4,5% 25,22% 65,76%
8 BTG PACTUAL ABSOLUTO LS FIC FIA BTG PACTUAL 0,61% 9,79% 27,37% 45,76%
9 AZ QUEST TOP LONG BIASED FIC FIA AZ QUEST INVESTIMENTOS 7,26% -3,32% 31,8% 82,87%
10 AZ QUEST AÇÕES FIC FIA AZ QUEST INVESTIMENTOS 7,67% -3,87% 23,63% 55,92%

(Fonte: Big Data SmartBrain/Obs.: todos fundos de investimentos apresentados no estudo são abertos. Foram
excluídos do levantamento os fundos exclusivos e os dedicados a determinados grupos e family offices)

Todos os fundos de ações que contavam entre os Top 10 preferidos em novembro continuaram em dezembro, apenas de algumas mudanças nas posições.

Os fundos Indie FIC FIA e o ARX Income FIC FIA prosseguiram em primeiro e segundo lugar. Já o Moat Capital FIC FIA foi do quarto para o terceiro lugar.

Em dezembro, todos os fundos de ações mais investidos tiveram retornos positivos, sendo que o melhor desempenho foi do ARX Income FIC FIA, uma rentabilidade de 8,26% no mês.

No ano, cinco fundos tiveram desempenhos positivos e a melhor performance foi do IP Value Hedge FIC FIA BDR Nível I, sob a gestão da IP Capital Partners, uma valorização de 14,37%.

Chegou a nova newsletter Comprar ou Vender

As melhores dicas de investimentos, todos os dias, em seu e-mail!
Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por Diana Cheng - 15/01/2021 - 18:57

Pela Web