Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Leia os avisos legais em avenue.us. Intermediação Vitreo DTVM

RD, ex-Raia Drogasil, fecha em alta de 6,22% com planos de abrir 240 novas lojas

04/10/2019 - 17:39
Prateleiras da Raia Drogasil
A RD destacou no comunicado que a “plataforma de expansão nacional continuará sendo um grande diferencial competitivo” (Imagem: Money Times)

Por Investing.com

Na tarde desta sexta-feira, as ações da Raia Drogasil (RADL3) fecharam com forte valorização, liderando assim os ganhos do Ibovespa. A companhia divulgou fato relevante informando que estima a abertura bruta de 240 lojas em 2020, mantendo o ritmo estimado também para 2019, a fim de manter a estratégia atual de descentralização geográfica e mercadológica.

Os papéis da rede de drogarias avançaram 6,22% a R$ 101,50.

A RD destacou no comunicado que a “plataforma de expansão nacional continuará sendo um grande diferencial competitivo, nos permitindo manter o processo de descentralização geográfica e diversificação econômica do nosso portfólio de lojas”.

A RD também afirma esperar crescimento significativo da receita bruta, alavancado pelas lojas maduras, pela expansão e pela compra da Onofre.

Em termos de margem bruta, afirmou na apresentação que está observando em 2019 uma pressão relativa aos investimentos em preços, sobretudo em genéricos, mas que espera uma estabilização no resultado de 2020 no patamar do final de 2019. “Esperamos seguir reinvestindo eventuais ganhos de compras, de forma a defender ou ampliar market share.”

A RD também disse que projeta em 2020 expansão na margem Ebitda, em função do crescimento da receita de lojas maduras acima da inflação.

A companhia realiza encontro com analistas e investidores nesta sexta-feira.

Para analistas da Brasil Plural (BPFF11), o guidance de abertura bruta de lojas estabelecido pela empresa para 2020 reforça a visão de que a RD está a caminho de se tornar a principal farmacêutica do setor, já que a mesma está bem encaminhada para se tornar um top-player nas regiões Norte e Nordeste.

“Além disso, apesar da expansão agressiva das lojas, não vemos grande ameaça à recuperação atual do SSS (vendas mesmas lojas) da empresa, pois o desempenho das lojas recentemente maturadas deve ser suficiente para diluir qualquer custo relevante que possa ser gerado no top line da empresa.”.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por Renan Dantas - 04/10/2019 - 17:39