Leia os avisos legais em avenue.us. Intermediação Coin DTVM

‘Re-IPO’ da Vulcabras movimenta R$ 747,488 milhões com ação a R$ 9,50

24/10/2017 - 22:37

Vulcabras

A oferta subsequente de ações (follow on) da Vulcabras movimentou R$ 747,488 milhões. A ação da dona das marcas Azaleia e Olympikus em seu “re-IPO” foi fixada em R$ 9,50, o meio da faixa indicativa de preço, que foi estabelecida entre R$ 8,50 e R$ 10,50. Com essa operação, as transações de ofertas de ações no Brasil já giraram cerca de R$ 33 bilhões. Com a oferta, a Vulcabras migrará ao Novo Mercado, segmento de maiores exigências de governança corporativa da B3.

A empresa já era listada em bolsa, mas tinha baixíssima liquidez. Assim, na prática, a emissão de ações marcará a reestreia da empresa no mercado. A ação da empresa contou com alta demanda por parte dos investidores, o que permitiu que o preço fosse fixado no centro da faixa. A oferta foi primária, com o valor indo direto ao caixa da companhia, e secundária, permitindo venda de ações detidas pelos acionistas L4E, Suez, FIM e PGB.

A emissão ocorre na esteira do processo de reestruturação iniciado há cerca de três anos na companhia. No início do ano, a empresa contratou o Credit Suisse para buscar alternativas para um aporte. O Credit é o coordenador líder da oferta e trabalhou ao lado do Bradesco BBI, BTG Pactual e Bank of America Merrill Lynch. Conforme o prospecto da oferta, o objetivo da companhia é a redução de seus níveis de endividamento. Parte dos R$ 574,997 milhões captados na oferta primária devem ser utilizados para amortizar dívidas.

O Bradesco, cujo braço de investimentos atua como coordenador da oferta, é também um credor da companhia. Parte dos recursos serão usados para amortizar débitos junto ao banco relativas a contratos de crédito para importação, um contrato de pré-pagamento de exportação e notas de crédito à exportação. Além disso, os recursos devem ser destinados para pagamento de mútuos concedidos à empresa por alguns dos acionistas para investimentos na modernização e ampliação da área industrial, além de desenvolvimento de produtos e capital de giro.

Aquecido

O ano segue muito aquecido para o mercado de ações no Brasil. Para dezembro estão no pipeline as ofertas iniciais de ações (IPOs, na sigla em inglês) da Neoenergia, Burger King Brasil, Algar Telecom e BR Distribuidora. Se todas as ofertas saírem do papel, a bolsa brasileira poderá ser palco de mais de R$ 50 bilhões em ofertas.

(Por Fernanda Guimarães)

Leia mais sobre: , , ,

Última atualização por - 05/11/2017 - 13:53

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?
Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.
Cotações Crypto