Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Fast

Recorde de vendas online dá impulso a varejo dos EUA no final do ano, mostra pesquisa

26/12/2019 - 12:30
Amazon
As vendas totais de fim de ano do varejo, excluindo automóveis, subiram 3,4% (Imagem: REUTERS/Fred Greaves)

Os consumidores norte-americanos gastaram mais com compras pela internet neste final de ano, mostrou um relatório da Mastercard Inc na quarta-feira, com as vendas online atingindo uma máxima recorde.

O final do ano é um período crucial para os varejistas, podendo representar até 40% das vendas anuais, mas neste ano o Dia de Ação de Graças, que tradicionalmente inicia o período de compras do final de ano, caiu em 28 de novembro, quase uma semana depois do feriado de 22 de novembro do ano passado, o que deu aos varejistas seis dias a menos para impulsionar as vendas entre esta data e o Natal.

As vendas online deste ano representaram 14,6% do comércio varejista  e aumentaram 18,8% em relação ao mesmo período de 2018, segundo os dados de monitoramento de vendas do varejo entre 1º de novembro e a véspera de Natal colhidos pela Mastercard.

As vendas totais de fim de ano do varejo, excluindo automóveis, subiram 3,4%.

“As vendas de e-commerce atingiram uma máxima recorde neste ano, já que mais pessoas fizeram suas compras de final de ano online”, disse Steve Sadove, conselheiro sênior da Mastercard.

“Devido a um feriado de Ação de Graças mais tardio do que o normal, vimos varejistas oferecendo vendas multiplataformas mais cedo na temporada, atendendo à demanda dos consumidores pelas melhores ofertas em todo os canais e dispositivos”, disse Sadove.

Os varejistas estão investindo pesado para proporcionar entrega no mesmo dia e armários de retirada na loja e para melhorar sua presença virtual, já que lutam por fatias de mercado com a gigante varejista Amazon.com Inc.

Presidente dos EUA, Donald Trump, na Casa Branca
Trump comemorou os resultados em um tuíte com caixa alta (Imagem: Reuters/Yuri Gripas)

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, cuja aprovação nas pesquisas tem se mantido graças aos dados econômicos robustos, apesar de ele ter sofrido um impeachment na Câmara dos Deputados, comemorou a notícias em um tuíte com letras maiúsculas.

“AS VENDAS DE FINAL DE ANO DE 2019 SUBIRAM 3,4% EM RELAÇÃO AO ANO PASSADO, O MAIOR NÚMERO DA HISTÓRIA DOS EUA. PARABÉNS, AMÉRICA!”

Mas o porta-voz da Mastercard, William Tsang, disse que o crescimento das vendas de fim de ano de 2019 não foi o maior de todos os tempos, citando o aumento de 5,1% do total de vendas de 2018.

Apesar da desaceleração do crescimento global, o gasto dos consumidores dos EUA vem se beneficiando da elevação dos salários e de um mercado de trabalho forte, dizem consultores do varejo e analistas.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!

Última atualização por Vitória Fernandes - 26/12/2019 - 12:37

Ibovespa sobe 0,84% em dia sem referência de Wall Street