Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Relatório Focus: mercado reduz a 2,23% expectativa para PIB em 2020

17/02/2020 - 9:13
Para 2021, permanece a conta de uma expansão de 2,50% no PIB do Brasil (Imagem: Flickr/Banco Central)

O mercado voltou a reduzir a expectativa para o crescimento da economia em 2020, bem como para a inflação, enquanto o grupo dos que mais acertam as previsões no Focus passou a ver patamar mais baixo para os juros em 2021.

A pesquisa realizada pelo Banco Central mostrou nesta segunda-feira que a estimativa de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) este ano caiu a 2,23%, de 2,30% na semana anterior. Para 2021, permanece a conta de uma expansão de 2,50%.

O levantamento semanal apontou ainda que a expectativa para a alta do IPCA passou a 3,22% em 2020, 0,03 ponto percentual a menos do que no anterior, indo a 3,75% em 2021.

O centro da meta oficial de 2020 é de 4% e, de 2021, de 3,75%, ambos com margem de tolerância de 1,5 ponto percentual para mais ou menos.

O Banco Central indicou divergência entre os membros do Comitê de Política Monetária (Copom) sobre o nível de ociosidade na economia, e apontou que, diante de “múltiplas incertezas” envolvendo este e outros fatores, quer ter melhor compreensão do cenário para definir os próximos passos para os juros básicos.

Veja na íntegra os dados do Relatório Focus, divulgado pelo Banco Central do Brasil:

A pesquisa com uma centena de economistas mostrou ainda que a taxa básica de juros deve terminar este ano no atual patamar de 4,25%, indo a 6,0% no ano que vem, sem alterações.

Mas o Top-5, grupo dos que mais acertam as previsões, passou a ver a Selic a 5,75% em 2021, de 6,25% antes, depois de a taxa básica terminar 2020 a 4,25%.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!

Última atualização por Lucas Simões - 17/02/2020 - 9:13