Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Resultado da Raia Drogasil foi sólido, mas não convenceu analistas a recomendar compra

28/10/2020 - 12:50
Farmácia Raia Drogasil
A rede registrou um fluxo de caixa livre positivo de 351,8 milhões de reais e uma geração total de caixa de 331,3 milhões de reais no terceiro trimestre (Imagem: LinkedIn/RD)

O resultado financeiro do 3º trimestre da Raia Drogasil (RADL3) foi muito bom, mas não convenceu os analistas a recomendar a compra dos ativos, de acordo com os relatórios enviados pelo Banco Safra, XP Investimentos, Ágora Investimentos e BTG Pactual.

A empresa teve lucro líquido de 174,7 milhões de reais no terceiro trimestre, crescimento de 19,5% em relação ao mesmo período anterior, de acordo com dados divulgados pela rede de varejo farmacêutico na noite de terça-feira. Em termos ajustados, o lucro cresceu 13,4%, para 172,9 milhões de reais no período.

A receita bruta consolidada alcançou 5,4 bilhões de reais, um incremento de 12,8% ante o terceiro trimestre do ano passado, com o segmento OTC (produtos de saúde que não exigem prescrição médica) sendo o destaque, com crescimento de 17,3%. A margem bruta passou de 27,7% para 27,8%.

O resultado medido pelo Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) ajustado aumentou em 10,5%, para 397,2 milhões de reais, com margem de 7,4%, ligeira queda em relação aos 7,5% um ano antes.

A rede registrou um fluxo de caixa livre positivo de 351,8 milhões de reais e uma geração total de caixa de 331,3 milhões de reais no terceiro trimestre.

O Safra não espera que os resultados tragam força para as ações da rede de farmácias e deu uma recomendação neutra para as ações, com preço-alvo de R$ 25. “Em nossa opinião, a empresa deve continuar a crescer de forma consistente nos próximos trimestres, enquanto desenvolve suas estratégias digitais e de saúde que devem ser o grande impulsionador das farmácias nos próximos anos”, afirmou o banco.

Na visão da XP, o mercado deve receber bem o desempenho digital da companhia, já que não perdeu tanta participação em relação ao segundo trimestre, quando as restrições e a pandemia estavam no auge. “Esperamos uma reação positiva do mercado, por conta da aceleração do ritmo de vendas, com vendas no conceito mesmas lojas alcançando patamares positivos, mesmo com uma base de comparação difícil”, afirmou a corretora.

A XP manteve sua recomendação neutra com preço-alvo de R$ 22,4 para o final de 2020.

A Ágora já mostrou uma avaliação mais preocupada com o futuro da Raia Drogasil, já que possível mudança de hábitos de consumo e expansão acelerada de farmácias regionais podem representar riscos no longo/médio prazo. Mesmo assim, a corretora considerou o resultado como resiliente. A recomendação é neutra com preço-alvo de R$ 23,40.

A visão positiva ficou para o lado do BTG, que recomendou a compra das ações, indo na direção contrária dos analistas citados acima. De acordo com o banco, embora os resultados trimestrais mostrem uma tendência de melhora esperada, a ação é negociada com um grande prêmio para os varejistas brasileiros, o que poderia limitar a alta de curto prazo.

“No entanto, sua execução superior, juntamente com um plano de expansão agressivo (em novas regiões e novos formatos), um roteiro completo de investimentos em sua plataforma digital, foco na experiência do cliente e um sólido CAGR de lucro líquido de 28% reforçam nossa visão estrutural otimista sobre o nome”, afirmou o BTG.

A recomendação do banco é de compra, com preço-alvo de R$ 24.

Chegou a nova newsletter Comprar ou Vender

As melhores dicas de investimentos, todos os dias, em seu e-mail!
Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por Vitória Fernandes - 28/10/2020 - 12:59