CryptoTimes

Ripio lança sua carteira Web3 no Brasil e mais três países

23 fev 2023, 11:00 - atualizado em 23 fev 2023, 10:41
ripio FTX CEO
Segundo a empresa, o Ripio Portal funciona como uma carteira web3 multi-chain, ou seja, é capaz de operar em diferentes blockchains (Imagem: Facebook/Ripio)

A Ripio anunciou nesta quinta-feira (23) o lançamento do Ripio Portal. Trata-se de um carteira web3 multi-chain com atuação em quatro países: Brasil, Colômbia, Uruguai e México. 

A carteira está ativa desde julho de 2022 na Argentina e funciona como uma extensão de navegadores tradicionais. Por enquanto, está na fase beta (de testes).

A ideia é permitir que os usuários se conectem com aplicativos descentralizados (dApps) para criar e cunhar NFTs, interagindo com protocolos DeFi e rastreando as operações de modo a interligar diferentes serviços blockchain da plataforma. 

Segundo a empresa cripto, o Ripio Portal funciona como uma carteira web3 multi-chain. Ou seja, é capaz de operar em diferentes blockchains, como Ethereum e Polygon.

O portal é instalado como uma extensão do navegador web (como Google Chrome, Firefox e Brave) e permite que os usuários da Ripio se conectem ao universo web3.

Sebastián Serrano, co-fundador e CEO da Ripio, avalia que anunciar que o Ripio Portal está disponível em mais países é uma conquista para a empresa. “O sistema de custódia que projetamos e implementamos na carteira é um grande salto em termos de produtos web3 e facilita a experiência dos usuários que procuram explorar as aplicações e protocolos do Ethereum ou simplesmente querem comprar um NFT em três etapas”, diz.

Como instalar e utilizar o Ripio Portal 

O Ripio Portal está disponível na loja de extensões do Google Chrome e também no Firefox e Brave. Depois de instalar a extensão, basta reiniciar o navegador e acessar o Ripio Portal com o mesmo nome de usuário e senha da Ripio.

Em seguida, dAPPs, protocolos DeFi, exchanges descentralizadas e mercados NFT reconhecem a extensão imediatamente e solicitam uma permissão padrão para que a carteira web3 possa se conectar e interagir com eles. 

A partir daí, os usuários podem realizar todas as ações que cada dAPP permite, aprovando e controlando cada operação a partir do Ripio Portal. No entanto, a maioria dessas transações tem um custo (taxa ou comissão de rede) pelo uso do blockchain. O valor pode ser pago em ETH, MATIC ou BNB no momento da operação. 

Repórter do Crypto Times
Jornalista formado pela Universidade Presbiteriana Mackenzie. Repórter do Crypto Times, e autor do livro "2020: O Ano que Não Aconteceu". Escreve sobre criptoativos, tokenização, Web3 e blockchain, além de matérias na editoria de tecnologia, como inteligência artificial, Real Digital e temas semelhantes. Já cobriu eventos como Consensus, LabitConf, Criptorama e Satsconference.
Twitter Linkedin
Jornalista formado pela Universidade Presbiteriana Mackenzie. Repórter do Crypto Times, e autor do livro "2020: O Ano que Não Aconteceu". Escreve sobre criptoativos, tokenização, Web3 e blockchain, além de matérias na editoria de tecnologia, como inteligência artificial, Real Digital e temas semelhantes. Já cobriu eventos como Consensus, LabitConf, Criptorama e Satsconference.
Twitter Linkedin