Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Rússia ainda estuda proposta da Opep+ de ampliar cortes de produção, diz ministro

11/02/2020 - 8:43
Opep
A demora da Rússia para decidir sobre sua posição oficial tem frustrado alguns membros da Opep (Imagem:Reuters/Leonhard Foeger)

A Rússia ainda está estudando uma proposta de maiores cortes na produção da petróleo colocada em discussão no grupo de produtores Opep+ depois que um surto de um novo coronavírus na China, disse o ministro de Energia, Alexander Novak, nesta terça-feira.

Um painel técnico que assessora a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) e seus aliados, liderados pela Rússia, propôs cortes adicionais de 600 mil barris por dia (bpd), disseram três fontes à Reuters na semana passada.

Isso representa cerca de 0,6% da oferta global e levaria os cortes da Opep para 2,3 milhões de bpd.

Novak disse que a Rússia está monitorando o impacto do coronavírus sobre os mercados de perto.

“A situação segue extremamente incerta”, afirmou ele em um comunicado.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!

“Atualmente, a Rússia está estudando de perto a recomendação do comitê técnico para avaliar a situação e encontrar uma abordagem correta com base nos interesses do mercado como um todo.”

Os comentários são semelhantes a afirmações feitas por ele na semana passada.

A demora da Rússia para decidir sobre sua posição oficial tem frustrado alguns membros da Opep.

Os produtores do grupo Opep+ devem se reunir em Viena em 5 e 6 de março para discutir sua política de produção. Cortes de oferta que vêm sido promovidos pelo grupo expirarão em março.

Leia mais sobre: Commodities, Opep, Petróleo, Reuters, Rússia

Última atualização por Lucas Simões - 11/02/2020 - 8:43