Leia os avisos legais em avenue.us. Intermediação Coin DTVM

Rússia diz que “Sputnik Light” de dose única tem 79% de eficácia

06/05/2021 - 9:33
Sputnik-V
Uma dose da Sputnik Light “reduz significativamente a possibilidade de casos graves que levam à hospitalização”, disse o RDIF no comunicado (Imagem: REUTERS / Dado Ruvic)

A Rússia aprovou uma versão de dose única da vacina Sputnik V contra a Covid-19 depois que o imunizante mostrou quase 80% de eficácia, segundo o fundo estatal que apoiou seu desenvolvimento.

A taxa de eficácia de 79,4% da vacina, chamada Sputnik Light, tem como base uma análise de dados do mundo real, não um ensaio clínico padrão, e os resultados provisórios do estudo em estágio final são esperados ainda este mês, segundo comunicado do Fundo de Investimento Direto Russo (RDIF, na sigla em inglês). Estudos iniciais e intermediários não mostraram eventos adversos graves, disse o RDIF.

Uma dose da Sputnik Light “reduz significativamente a possibilidade de casos graves que levam à hospitalização”, disse o RDIF no comunicado.

A vacina russa de duas doses Sputnik V rivalizou com outros imunizantes importantes usados nos Estados Unidos e na Europa, quando mostrou 92% de eficácia contra a Covid-19 em estudo revisado por pares.

Rússia Coronavírus Vacinas
A Sputnik V de duas doses continuará sendo a principal vacina na Rússia, disse Kirill Dmitriev, diretor-presidente do RDIF, em entrevista por telefone (Imagem: Bloomberg)

A vacina gerou ceticismo quando o presidente Vladimir Putin anunciou em agosto passado que a Rússia havia autorizado o primeiro imunizante contra a Covid-19 do mundo para uso antes mesmo de concluir os ensaios de segurança.

Embora o RDIF afirme que mais de 20 milhões de pessoas no mundo todo já receberam uma dose da Sputnik V, a Rússia enfrenta problemas para persuadir seus próprios cidadãos a se vacinarem. Apenas cerca de 8% da população tomou a primeira dose em meio a temores de uma onda crescente de casos.

A Sputnik V de duas doses continuará sendo a principal vacina na Rússia, disse Kirill Dmitriev, diretor-presidente do RDIF, em entrevista por telefone. A versão light, segundo ele, é principalmente para países com aumento significativo de casos de Covid que precisam ser reduzidos rapidamente.

“Esperamos o registro da Sputnik Light em vários países já na próxima semana”, disse Dmitriev, acrescentando que o fundo seguiu os procedimentos regulatórios russos.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por Gustavo Kahil - 06/05/2021 - 9:33

Pela Web