Leia os avisos legais em avenue.us. Intermediação Coin DTVM

Sabesp, Sanepar e Copasa avançam decisão de deixar MP do saneamento caducar

29/05/2019 - 11:15
Sabesp
A MP, que estava na pauta de votações nesta terça, naufragou por falta de acordo entre os líderes

 Por Investing.com 

Na parte da manhã desta quarta-feira na bolsa paulista, as ações da Sabesp (SBSP3), Sanepar (SAPR11) e Copasa (CSMG3) operam com valorização, com a decisão dos parlamentares de deixar a Medida Provisória 868 caducar. Com isso, os papéis da estatal paulista somam 4,74% a R$ 44,64, enquanto os da mineira sobem 2,02% a R$ 59,49. No caso da paranaense, os ganhos são de 1,48% a R$ 67,69.

Na noite de ontem, as lideranças da Câmara dos Deputados decidiram por não votar a MP que altera o marco regulatório do saneamento básico. Desta forma, ela vai perder validade sem ser votada até 3 de junho. Eles garantiram que o assunto será objeto de um projeto de lei a ser futuramente apreciado pela Casa.

 

A MP, que estava na pauta de votações nesta terça, naufragou por falta de acordo entre os líderes, como já havia adiantado uma fonte com conhecimento do assunto à Reuters na semana passada.

Essa fonte disse na ocasião que o assunto seria alvo de um projeto de lei. A MP foi a segunda sobre o assunto a perder validade sem apreciação do Congresso.

O texto da MP proíbe os municípios de contratarem diretamente estatais de saneamento com dispensa de licitação, estabelece regras para a contratação do serviço com a formação de blocos regionais e prorroga o prazo para o fim dos lixões.

A MP também concede poderes à Agência Nacional de Águas (ANA) como estabelecimento de metodologias de cálculo de tarifas.

O governo do Estado de São Paulo, comandado por João Doria (PSDB), aguarda uma decisão sobre a MP do saneamento para decidir o futuro da Sabesp.

A estatal pode ser privatizada ou capitalizada, dependendo do que ocorrer com a MP. O mercado considera a MP como facilitadora de privatizações no setor.

A estatal pode ser privatizada ou capitalizada, dependendo do que ocorrer com a MP

“O consenso entre os líderes é que a MP 868 vai sair da pauta em nome de um PL que tenha um texto sobre o qual se chegue a um acordo razoável”, disse a líder da minoria, Jandira Feghali (PCdoB-RJ), de acordo com a Agência Câmara. Jandira é contra o texto da MP e aponta a oposição de governadores à redação da matéria.

A líder do governo no Congresso, deputada Joice Hasselmann (PSL-SP), disse que os atritos recentes entre o Congresso e o governo do presidente Jair Bolsonaro impediram que um acordo fosse alcançado a tempo para votar a MP.

“O tempo ficou apertado para negociar, não houve acordo, e saiu a definição de um projeto de lei”, disse, de acordo com a Agência Câmara.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por Rafael Borges - 29/05/2019 - 11:17

Cotações Crypto
Pela Web