Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Samsung apresenta seres humanos artificiais na CES 2020

07/01/2020 - 10:09
Samsung
A base das grandes promessas da Samsung é uma plataforma de tecnologia proprietária em desenvolvimento pela empresa, chamada CORE R3 (Divulgação: Samsung)

O braço de pesquisa experimental da Samsung Electronics trouxe à Consumer Electronics Show (CES) deste ano uma demonstração do que chama de primeiro ser humano artificial do mundo, uma simulação virtual de inteligência humana que aprende, conversa e simpatiza como uma pessoa comum.

Cada humano simulado – que existiria apenas nas telas, não no mundo real – seria chamado NEON, e o conceito da Samsung é que eles desenvolvam personalidades convincentes que se tornariam companheiros amigáveis, instrutores de ioga, âncoras de TV e porta-vozes.

“NEON é como um novo tipo de vida”, disse Pranav Mistry, presidente do STAR Labs, abreviação de Samsung Technology & Advanced Research. “Existem milhões de espécies em nosso planeta e esperamos acrescentar mais uma. Os NEONs serão nossos amigos, colaboradores e companheiros, continuamente aprendendo, evoluindo e formando memórias de suas interações.”

Mistry tuitou um exemplo de um NEON com a aparência do falecido cofundador da Apple, Steve Jobs.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!

A base das grandes promessas da Samsung é uma plataforma de tecnologia proprietária em desenvolvimento pela empresa, chamada CORE R3, que significa Realidade, Tempo Real e Responsivo, na sigla em inglês.

Usando redes neurais e outras técnicas de inteligência artificial, a CORE R3 foi treinada com informações sobre como os humanos se parecem, se comportam e interagem e “pode criar computacionalmente uma realidade natural além do que a percepção normal pode distinguir”, de acordo com o STAR Labs.

A Samsung fará demonstrações aos participantes da CES 2020 em Las Vegas nesta semana.

Última atualização por Vitória Fernandes - 07/01/2020 - 10:09