Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

SEC deve aderir a regras quando buscar por restituição de lucros em casos de fraude

22/06/2020 - 14:15
Traduzido e editado por Daniela Pereira do Nascimento
lei washington justiça sec eua
SEC é bem-conhecida na indústria cripto por enviar processos judiciais a empresas que não cumprem com a lei, mas até o órgão possui certos limites impostos pelo poder legislativo dos EUA (Imagem: Unsplash/@pichler_sebastian)

A SEC, Comissão de Valores Mobiliários dos EUA, deve aderir a certas restrições quando buscar pela restituição de lucros dos envolvidos em esquemas de fraude.

Conforme noticiado pela Bloomberg e CNBC, a decisão 8-1 desta segunda-feira, escrita pela juíza Sonia Sotomayor, afirma que: “uma recompensa de lucros que não exceda os lucros líquidos de um malfeitor e seja devolvida às vítimas é um recurso quantitativo permissível sob o parágrafo 78u(d)(5), p. 5-20”.

A decisão focou em um pedido de um caso de 2016 em que um casal acusado de fraude teve de restituir quase US$ 27 milhões devido a um processo jurídico civil da SEC.

Restituição de lucros é uma ferramenta usada frequentemente pela SEC para recuperar fundos em seus casos civis de fraude, incluindo aqueles focados em ofertas iniciais de moeda ou ICOs.

De início, a SEC definiu sua postura em relação a ICOs em 2017 após a emissão de seu chamado relatório sobre DAOs (empresas autônomas descentralizadas).

O Supremo Tribunal impôs outras restrições nos poderes de apreensão de lucros da SEC em 2017, quando afirmou, unanimemente, que a agência deve aderir a um estatuto de cinco anos de limitações sobre restituição de lucros.

Novo! Receba Grátis a Newsletter
Crypto Times
Uma newsletter que minera informação para você!

Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.
theblockcrypto.com © 2020 - The Block Crypto, Inc. All rights reserved. Todos os direitos reservados.

Última atualização por Daniela Pereira do Nascimento - 25/06/2020 - 23:37