Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Seguindo Nova York, Ibovespa futuro abre em forte queda com coronavírus no radar

11/03/2020 - 9:36
Newsletter
No Brasil, os investidores seguem atentos à evolução dos casos de coronavírus no país e às medidas a ser adotadas pelo governo para dissipar temores de recessão econômica (Imagem: REUTERS/Amanda Perobelli)

O índice Ibovespa futuros começa a sessão desta quarta-feira com queda de 3,36% aos 89.552 pontos às 09h20, com o dólar comercial com alta de 0,41% a R$ 4,6616. O índice futuro segue a tendência de fortalecimento do pessimismo presente nos índices futuros de Nova York, que operam com baixa de mais de 2% após o presidente dos EUA Donald Trump não realizar, ontem a noite, anúncio de pacote de estímulos para conter impactos negativos do surto de coronavírus na economia, conforme havia prometido na segunda-feira.

A aversão a risco não é total pela decisão do Banco da Inglaterra de reduzir a taxa de juros no Reino Unido como medida de estímulo para reduzir os impactos do coronavírus, prosseguindo com a ação coordenada de Bancos Centrais e governos do G-7 para conter risco de recessão na economia mundial.

No Brasil, os investidores seguem atentos à evolução dos casos de coronavírus no país e às medidas a ser adotadas pelo governo para dissipar temores de recessão econômica.

– Cenário Interno

Guedes pede aceleração de pauta econômica no Congresso

O ministro da Economia, Paulo Guedes, enviou mensagem ao Congresso na noite de terça-feira com pedido aos presidentes da Câmara e do Senado para que acelerem a pauta de medidas econômicas diante do agravamento da crise provocada pelo surto do coronavírus, destacando que os projetos são necessários para resguardar a economia do país.

Nos ofícios encaminhados ao presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), e ao presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), Guedes destaca como prioritários projetos como a nova lei do gás, o plano de equilíbrio fiscal, a proposta de autonomia do Banco Central e a privatização da Eletrobras (ELET3), entre outros.

Paulo Guedes Ministério da Economia
Paulo Guedes enviou mensagem ao Congresso na noite de terça-feira um pedido aos presidentes da Câmara e do Senado para que acelerem a pauta de medidas econômicas (Imagem: Agência Brasil/Valter Campanato)

“Considerando o agravamento da crise internacional em função da disseminação do coronavírus e a necessidade de blindagem da economia brasileira, o Ministério da Economia propõe acelerar a pauta que vem conduzindo junto ao Congresso Nacional”, disse Guedes na mensagem.

Antes do envio da mensagem de Guedes, o presidente da Câmara havia cobrado o governo para que coordene e conduza a recuperação econômica, argumentando que o Congresso sozinho não poderá dar uma solução.

IPCA de fevereiro

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) passou a subir 0,25% em fevereiro, de alta de 0,21% no mês anterior, informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta quarta-feira.

No acumulado de 12 meses até fevereiro, o IPCA avançou 4,01%, de 4,19% antes. Pesquisa da Reuters apontou que a expectativa de analistas era de alta de 0,15% em fevereiro, acumulando em 12 meses avanço de 3,9%.

IGP-M

O Índice Geral de Preços-Mercado (IGP-M) teve alta de 0,15% na primeira prévia de março, contra estabilidade no mesmo período do mês anterior, informou a Fundação Getulio Vargas (FGV) nesta quarta-feira.

O IGP-M é utilizado como referência para a correção de valores de contratos, como os de aluguel de imóveis.

Investimentos dos EUA

Na sequência da quarta viagem do presidente Jair Bolsonaro aos Estados Unidos, o Brasil fecha esta semana, em Washington, a adesão ao programa América Cresce, a iniciativa norte-americana de investimentos na América Latina que tenta se contrapor à Iniciativa Cinturão e Rota, da China, que vem ocupando cada vez mais espaço nas obras de infraestrutura na região.

Lançada em dezembro do ano passado, a iniciativa envolve fundos que poderão financiar obras nas áreas de infraestrutura e energia para que empresas norte-americanas participem de licitações e voltem a entrar no mercado de grandes obras na região.

Não há ainda um orçamento anunciado pelo governo dos EUA para o programa, mas um dos fundos que estarão nesse bojo, o Corporação Internacional de Financiamento para o Desenvolvimento, criado em 2018 pelo governo de Donald Trump, tem um orçamento de 60 bilhões de dólares.

O governo norte-americano ainda colocará à disposição de suas empresas, além dos recursos, assistência técnica para elaboração de projetos e ajuda para que possam navegar as especificações legais e a burocracia dos países da região.

– Cenário Externo

Reino Unido

Reino Unido EUA
O banco central britânico cortou a taxa de juros em 0,5 ponto percentual nesta quarta-feira (Imagem: REUTERS/Mike Blake)

O banco central britânico cortou a taxa de juros em 0,5 ponto percentual nesta quarta-feira e anunciou suporte para empréstimos bancários horas antes da apresentação do Orçamento desenhado para conter uma recessão provocada pelo coronavírus.

Em um programa duplo coreografado de estímulo, o Banco da Inglaterra anunciou seu corte de juros emergencial unânime no momento em que os mercados de Londres abriam e antes de o governo do primeiro-ministro Boris Johnson apresentar seus planos de gastos.

O banco central de Mark Carney leva assim a principal taxa de juros de volta para a mínima recorde de 0,25% no momento que a Covid-19, infecção provocada pelo vírus, se espalha rapidamente, provocando temores de uma recessão global.

“O papel do Banco da Inglaterra é ajudar as empresas e famílias britânicas durante um choque econômico que pode ser grande e forte, mas deve ser temporário”, disse Carney a repórteres após a primeira redução de juros desde agosto de 2016.

China

A pressão negativa sobre o comércio exterior da China e a economia global está aumentando devido à epidemia de coronavírus, disse a alfândega chinesa em comunicado nesta quarta-feira.

A alfândega disse que estabilizar o crescimento do comércio será mais difícil nas circunstâncias atuais e que lidar com os riscos relacionados ao coronavírus nos portos da China representará um grande desafio.

Zona do euro

A presidente do Banco Central Europeu, Christine Lagarde, pediu aos líderes da União Europeia que revirem os bolsos na luta contra o surto de coronavírus ou pagarão um preço mais alto pela passividade, disseram duas fontes.

Falando aos líderes do bloco em uma teleconferência na noite de terça-feira, Lagarde enfatizou a necessidade de ações fiscais para apoiar a economia, citando a crise financeira de 2008 como um exemplo dos riscos associados à inação, disseram as fontes.

Espera-se que o próprio BCE divulgue novas medidas de estímulo na quinta-feira, provavelmente incluindo um novo esquema de financiamento destinado a empresas menores e um corte em sua taxa de juros.

BOLSAS INTERNACIONAIS

Em Hong Kong, o índice HANG SENG caiu 0,63%, a 25.231 pontos (Imagem: Reuters/Aly Song)

Em TÓQUIO, o índice Nikkei recuou 2,27%, a 19.416 pontos. Em HONG KONG, o índice HANG SENG caiu 0,63%, a 25.231 pontos. Em XANGAI, o índice SSEC perdeu 0,94%, a 2.968 pontos. O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em XANGAI e SHENZHEN, retrocedeu 1,33%, a 4.028 pontos.

Na Europa, as bolsas operam no azul, com o DAX, de Frankfurt, somando 0,22% aos 10.516 pontos, com o FTSE, de Londres, avançando 0,17% aos 5.971 pontos. Já em Paris, o CAC ganha 0,59% aos 4.664 pontos.

COMMODITIES

A jornada desta quarta-feira foi marcada por estabilidade nos preços dos contratos futuros do minério de ferro, que são negociados na bolsa de mercadorias da cidade chinesa de Dalian. O contrato com o maior volume de operações, com data de vencimento para maio deste ano, encerrou sem variação a 653,50 iuanes, valor em relação ao valor de liquidação da véspera.

No caso do vergalhão de aço, a sessão teve novos avanços nas cotações dos papéis futuros do produto, que são transacionados na bolsa de mercadorias da também chinesa cidade de Xangai. O contrato de maior liquidez, com entrega para maio de 2020, somou 33 iuanes para 3.497 iuanes por tonelada. Já o de outubro, segundo em negócios, avançou 7 iuanes para 3.502 iuanes por tonelada.

Os preços do petróleo voltaram a recuar nesta quarta-feira, com o barril do tipo Brent, de Londres, cedendo 3,57%, ou US$ 1,29, a US$ 35,91. Em Nova York, o WTI cai 3,46%, ou US$ 1,20, a US$ 33,16.

MERCADO CORPORATIVO

– Localiza (RENT3)

A Localiza, maior locadora de veículos e gestora de frotas do país, teve crescimento do lucro no quarto trimestre, que veio praticamente em linha com as expectativas, refletindo aumento de receitas e controle de custos.

A companhia anunciou nesta terça-feira que teve lucro líquido consolidado de 228,4 milhões de reais de outubro a dezembro, alta de 25,9% ante mesma etapa de 2018. A previsão média de analistas consultados pela Refinitiv para esta linha era de 236,2 milhões de reais.

O resultado operacional da companhia medido pelo Ebitda (sigla em inglês para lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) somou 629,6 milhões de reais, aumento de 40,2% ano a ano. A margem Ebitda subiu 2,7 pontos percentuais, para 23,4%.

– IPO da Caixa Seguridade

O banco estatal Caixa Econômica Federal não alterou planos para a oferta inicial de ações (IPO) de seu braço de seguros e previdência (Imagem: REUTERS/Pilar Olivares)

A Caixa Seguridade informou nesta terça-feira que “até o presente momento” seu controlador, o banco estatal Caixa Econômica Federal, não alterou planos para a oferta inicial de ações (IPO) de seu braço de seguros e previdência.

O comentário foi feito depois que a Comissão de Valores Mobiliários (CVM) pediu esclarecimentos à empresa sobre notícia publicada pela Reuters na segunda-feira que afirma que a Caixa decidiu suspender a oferta em meio à turbulência das bolsas de valores causada pela forte queda nos preços do petróleo e temores dos investidores sobre a epidemia de coronavírus.

“A respeito da notícia veiculada, esta companhia esclarece que a suspensão do processo de oferta pública de ações de sua emissão é decisão que cabe ao titular das ações (Caixa) e que até o presente momento a Caixa não formalizou qualquer mudança de decisão acerca da oferta”, afirmou a Caixa Seguridade em comunicado.

“A Caixa Seguridade em conjunto com a Caixa e sindicato de bancos monitoram a conjuntura atual do mercado financeiro e avaliam as possíveis implicações deste novo contexto para o processo da oferta”, acrescentou a companhia.

– Azul (AZUL4)

A companhia aérea Azul reduziu as frequências de voos internacionais para a Flórida (EUA) e para Porto (Portugal), em meio aos desdobramentos da epidemia do coronavírus, disse nesta terça-feira o presidente-executivo da companhia, John Rodgerson.

Embora não tenha citado números, Rodgerson afirmou que o ajuste tem impacto irrelevante nas operações da companhia, dado que apenas 12 dos mais de 900 voos diários operados pela Azul são internacionais.

“Estamos reduzindo frequências para a Flórida e para Porto”, disse Rodgerson à Reuters, citando a queda da demanda por passagens e o aumento dos custos devido à alta do dólar.

De acordo com Rodgerson, as operações domésticas “estão controladas” e não houve reduções de frequências por conta do coronavírus. O executivo alertou, porém, que devido a questões sazonais e também à alta do dólar, a empresa pode reduzir algumas frequências domésticas no segundo trimestre.

– Petrobras (PETR4)

A Petrobras informou nesta terça-feira que seu conselho de administração deliberou sobre o novo plano de equacionamento de déficit bilionário dos planos Petros, fundo de pensão dos funcionários da estatal, que deverá arcar com bilhões de reais neste processo.

O plano de equacionamento levará em conta a insuficiência de recursos dos referidos planos Petros, avaliada em 33,7 bilhões de reais em 31 de dezembro de 2019, disse a estatal em comunicado.

A Petrobras informou ainda que, do valor total, 15,6 bilhões de reais serão de responsabilidade da empresa, enquanto o restante do déficit será “suportado” pelas demais patrocinadoras do fundo (BR Distribuidora (BRDT3) e Petros) e por participantes e assistidos.

Segundo a petroleira, o valor de responsabilidade da Petrobras será arcado por meio de contribuições extraordinárias ao longo da existência dos planos, que totalizam o montante de 13,6 bilhões de reais, e por meio de uma contribuição à vista, no valor de 2,02 bilhões de reais.

– IRB Brasil (IRBR3)

A resseguradora IRB Brasil RE informou nesta terça-feira que o economista Antonio Cassio dos Santos foi indicado como novo presidente do conselho de administração da companhia (Imagem: Reprodução/YouTube IRB Brasil)

A resseguradora IRB Brasil RE informou nesta terça-feira que o economista Antonio Cassio dos Santos foi indicado como novo presidente do conselho de administração da companhia.

Segundo o IRB, a eleição efetiva será formalizada em assembleia extraordinária de acionistas a ser convocada nos próximos dias.

A presidência do conselho do IRB está sendo ocupada de forma interina pelo presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, após a saída repentina do ocupante anterior do cargo, Ivan Monteiro, alegando problemas de saúde.

A saída de Monteiro ocorreu na esteira de forte derrocada das ações do IRB, em meio a questionamentos da gestora de recursos Squadra sobre práticas contábeis da companhia, além de alegações de que a administração da empresa teria induzido investidores a acreditarem que a Berkshire Hathaway, do bilionário Warren Buffett, tinha comprado ações da empresa. A Berkshire negou tal informação e também que tivesse interesse em investir no IRB.

– CVM

O órgão regulador do mercado de capitais brasileiro, CVM, divulgou nesta terça-feira orientações para que companhias abertas do país divulguem eventuais efeitos da epidemia de coronavírus em suas demonstrações contábeis.

Um ofício circular foi publicado com as recomendações para que diretores de relações com investidores e auditores independentes considerem “cuidadosamente os impactos do Covid-19 em seus negócios e reportem nas demonstrações financeiras os principais riscos e incertezas advindos desta análise”.

“Apesar da difícil tarefa de quantificação monetária dos impactos futuros, é necessário que as companhias e seus auditores, cada qual exercendo o seu papel, empenhem os melhores esforços para prover informações que espelhem a realidade econômica”, afirmou em comunicado à imprensa o diretor das Superintendências de Normas Contábeis e de Auditoria da CVM (SNC), José Carlos Bezerra da Silva.

A recomendação também envolve a avaliação de publicação de fato relevante e de projeções e estimativas relacionados aos riscos do coronavírus.

AGENDA DE AUTORIDADES

– Jair Bolsonaro

De volta de viagem aos Estados Unidos, o presidente da República se reúne com os ministros Paulo Guedes (Economia), Jorge Antonio de Oliveira (Secretaria-Geral), e Luiz Eduardo Ramos (Secretaria de Governo).

Na parte da tarde, tem um novo encontro com o ministro Luiz Eduardo Ramos (Secretaria de Governo) e também com Sergio Moro (Justiça e Segurança Pública).

– Paulo Guedes

– Reunião com os senadores Márcio Bittar (MDB-AC) e Oriovisto Guimarães (Podemos-PR);

– Reunião com o presidente da República, Jair Bolsonaro;

– Reunião com o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Freitas;

– Reunião com o Advogado-Geral da União, André Luiz de Almeida Mendonça;

– Reunião com o deputado federal Celso Maldaner (MDB-SC);

– Reunião com o senador Ciro Nogueira (PP-PI) e com a senadora Daniella Ribeiro (PP-PB).

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por Diana Cheng - 11/03/2020 - 9:41