Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Serviços frustram as expectativas, mas alta da atividade econômica de curto prazo virá

15/10/2020 - 8:41
Serviços Cabeleireiro Coronavírus
O setor de serviços corresponde a quase 70% do PIB do Brasil, segundo o IBGE (Imagem: Reuters/Thilo Schmuelgen)

O setor de serviços do Brasil avançou 2,9% em agosto sobre o mês anterior, na terceira alta mensal, informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), na véspera.

Apesar do desempenho ser recorde para o mês, vale lembrar que 2020 acumula baixa devido às quedas brutais do setor de fevereiro a maio, diante do auge da pandemia no País.

Tanto apreço com os números dos serviços se deve a um dado muito sensível: o segmento representa quase 70% do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro, segundo o IBGE.

Ainda que positivo, o desempenho de agosto frustrou as expectativas da XP Investimentos, que esperava um crescimento de 7,4%, conforme explica a economista Lisandra Barbeiro.

“Serviços administrativos e complementares foram o principal destaque negativo no mês, assim como a perda de ímpeto dos serviços de tecnologia da informação“, avalia a economista.

“Mas com exceção desses dois setores todos os demais vieram em linha com o que prevíamos e confirmaram a mensagem de que o setor de serviços está começando a se recuperar”, advertindo que a recuperação se dará a passos lentos.

A expansão de 33,3% dos serviços prestados às famílias (que pesam mais sobre ótica do PIB)  e a melhora marginal do índice de difusão já denotam uma retomada gradual, que deve ser observada ainda nos próximos meses, explica a especialista.

A equipe da XP revisou os números de agosto do índice de atividade econômica do Banco Central (IBC-Br), elevando as taxas de 2,7% anuais e de 3,8% mensais para 3% anuais e 3,4% mensais.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por Lucas Simões - 15/10/2020 - 10:49