Soja reacelera valorização por maior ritmo na fabricação de derivados nos EUA

17/11/2021 - 12:10
Soja
Plantio em boas condições no Brasil, em ritmo e qualidade, é momentaneamente anulado pela fator altista dos derivados da soja (Imagem: Reuters/Tom Polansek)

A demanda por grãos de soja para a produção de farelo e óleo nos Estados Unidos desandou a puxar fortes valorizações, depois que atividade comercial abriu as portas no país. Na saída da madrugada desta quarta (17), as altas eram mais modestas.

Nesta passagem das 12h05 (Brasília), o contrato de janeiro, na CBOT (Chicago), avança mais de 2,20%, a US$ 12,77 o bushel. Já o vencimento maio, referência para o Brasil, vai a mais de 2%, US$ 12,89.

Os fatores de maior impulso do processamento americano, com a melhora das margens na energia (no caso, biodiesel), já andavam presentes, apenas temporariamente anulados ontem por realização de lucros. Os derivados sobem exponencialmente, por mais um dia.

E, de certa forma, anulam os vieses de pressão sobre a commodity, como a finalização da boa safra americana e o ritmo acelerado – e recorde – do plantio brasileiro – e em boas condições.

 

Leia mais sobre: , , ,

Última atualização por Giovanni Lorenzon - 17/11/2021 - 12:13

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado agro?
Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.
Cotações Crypto
Pela Web