Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Leia os avisos legais em avenue.us. Intermediação Coin DTVM

Startup inicia entrega de vacinas por drones em abril nos EUA

06/02/2021 - 17:00
A Zipline tem entregado medicamentos e suprimentos para clínicas rurais em Ruanda e Gana desde 2016 (Imagem: Instagram/ Zipline)

A Zipline, um serviço de entrega por drones especializado em suprimentos médicos, anunciou na quinta-feira que planeja começar a transportar vacinas contra a Covid-19 em abril.

A startup de São Francisco disse em comunicado que fechou uma parceria com “uma fabricante líder em vacinas Covid-19” em todos os mercados onde seus drones operam atualmente.

A Zipline tem entregado medicamentos e suprimentos para clínicas rurais em Ruanda e Gana desde 2016 e, no ano passado, iniciou entregas de equipamentos de proteção individual em hospitais e clínicas na Carolina do Norte. A empresa planeja começar a operar na Nigéria ainda neste ano.

A Zipline não quis informar a empresa que fabrica a vacina, mas disse que desenvolveu um sistema que pode fornecer suprimentos médicos com temperatura ultrabaixa, incluindo todas as principais vacinas contra a Covid-19.

O imunizante desenvolvido pela Pfizer e BioNTech deve ser armazenado em temperaturas negativas de 70 graus Celsius, o que exige freezers especiais. A Zipline planeja equipar todos os seus centros de distribuição com esses refrigeradores.

Um porta-voz da Pfizer não respondeu a pedidos de comentários.

A Zipline pode ajudar a contornar a necessidade de freezers – e evitar que as vacinas estraguem – fornecendo repetidamente um pequeno número de doses sob demanda.

Uma clínica de sua rede, diz a empresa, poderá solicitar algumas dezenas de doses de uma vacina contra a Covid-19 e recebê-las em temperatura ultrabaixa em menos de uma hora.

Os drones de asa fixa e movidos a bateria da Zipline navegam por GPS. Eles lançam cargas úteis por paraquedas e podem voar até 160 quilômetros em um trajeto de ida e volta.

Um único local de distribuição pode operar dezenas de drones e abastecer uma área de até 20.800 quilômetros quadrados.

A empresa diz que seus drones voaram mais de 6 milhões de quilômetros e fizeram quase 400.000 entregas nos últimos cinco anos.

Pfizer
Um porta-voz da Pfizer não respondeu a pedidos de comentários (Imagem: REUTERS/Dado Ruvic/Foto ilustrativa)

“Qualquer opção inovadora para distribuir vacinas em comunidades rurais é uma ótima ideia”, disse Alan Morgan, diretor-presidente da National Rural Health Association, nos EUA.

Quando a Pfizer começou a distribuir sua vacina em dezembro, Morgan teve receio de que comunidades fora do alcance da cadeia de ultrafrio fossem deixadas para trás. Até agora, diz, não foi o caso, já que clínicas rurais conseguiram receber as entregas em gelo seco e realizar a vacinação rapidamente. “Mas, assim que começarmos a levar isso para a população em geral”, diz, “chegar a essas cidades pequenas e remotas será um problema”.

O CEO da Zipline, Keller Rinaudo, disse que a empresa quer ajudar áreas rurais que foram duramente atingidas pelo coronavírus. “Onde você mora não deve determinar se você receberá ou não a vacina contra a Covid-19”, disse no comunicado. “Podemos ajudar os sistemas de saúde a contornar os desafios de infraestrutura e da cadeia de suprimentos por meio da entrega instantânea.”

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por Rafael Borges - 04/02/2021 - 8:01