Status de livre de aftosa sem vacinação a mais Estados amplia mercados, diz ministra

27/05/2021 - 11:32
Boi Gordo Gado Agropecuária
Com a liberação dos outros Estados, cerca de 20% do território nacional fica livre de aftosa sem vacinação (Imagem: Unsplash/@tumbao1949)

Rio Grande do Sul, Paraná, Rondônia, Acre e parte de Amazonas e de Mato Grosso foram reconhecidos nesta quinta-feira pela Organização Mundial de Saúde Animal (OIE, na sigla em inglês) como áreas livres de febre aftosa sem vacinação, um status sanitário que deverá permitir a abertura de mais mercados para as carnes bovina e suína do Brasil, disse a ministra da Agricultura, Tereza Cristina.

Os Estados se somam a Santa Catarina, que já tinha o status de livre de aftosa sem vacinação, lembrou a ministra, durante transmissão ao vivo pela internet.

Com a liberação dos outros Estados, cerca de 20% do território nacional fica livre de aftosa sem vacinação, o que permitirá que o Brasil abra novos mercados mais rigorosos, e que pagam mais pela carne, além de fortalecer o comércio com países que são clientes brasileiros.

Segundo a ministra, que classificou a decisão da OIE como um “marco”, a responsabilidade do serviço de defesa agropecuária aumenta com reconhecimento de mais Estados como livres de aftosa sem vacinação.

Na véspera, o ministério já havia indicado a decisão da OIE.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado agro?
Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por Lucas Eurico Simões - 27/05/2021 - 11:33

Cotações Crypto
Pela Web