Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Steve Wozniak, cofundador da Apple, processa YouTube por esquemas de fraude em seu nome

24/07/2020 - 8:21
Traduzido e editado por Daniela Pereira do Nascimento
Assim como no caso da Ripple e de seu CEO Brad Garlinghouse, o nome do cofundador da Apple também esteve envolvido em esquemas de fraude de bitcoin no YouTube (Imagem: REUTERS/Thomas Peter)

Steve Wozniak, cofundador da Apple, está processando o YouTube por alegadamente permitir que fraudadores usem sua identidade para enganar pessoas e roubarem criptoativos.

Segundo o processo judicial enviado na última terça (21) ao Supremo Tribunal do Estado da Califórnia, fraudadores enganaram usuários do YouTube em enviar bitcoins a eles, afirmando que Wozniak iria devolver o dobro dessas quantias.

“A fraude usa imagens e vídeos de Steve Wozniak para convencer usuários do YouTube de que ele está realizando um evento ao vivo de ‘BTC’ ou ‘Sorteio de Bitcoins’ que, por um tempo limitado, qualquer um que enviasse seus bitcoins receberiam o dobro de volta”, disse Wozniak no processo.

Durante os primeiros seis meses de 2020, a plataforma do YouTube foi usada para facilitar cerca de US$ 24 milhões em roubo de criptoativos, segundo a acusação.

O processo inclui fotos dos vídeos do YouTube que promovem sorteios de “5000 BTC” e “10.000 BTC” em suas capas e vídeos, usando o rosto e o nome de Wozniak.

Wozniak é um de um grupo de empreendedores da tecnologia cujas identidades foram utilizadas para promover fraudes no YouTube. Outras celebridades incluem Bill Gates, cofundador da Microsoft, e Elon Musk, CEO da Tesla, segundo a acusação.

No total, 18 requerentes, incluindo Wozniak, se uniram para abrir um processo alegando que, apesar de o YouTube saber das fraudes, a gigante rede social não fez nada. Os requerentes também querem danos punitivos e compensatórios.

“As péssimas falhas das Acusadas em proteger usuários do YouTube permitiu que essas fraudes de bitcoin tivessem sucessos e encorajou as empresas criminosas por trás delas a expandir além de sua base no YouTube”, segundo a acusação.

A acusação é parecida com outra enviada pela Ripple em abril. O YouTube respondeu ao processo da Ripple esta semana, enviando um pedido de anulação das alegações.

Confira o processo movido por Steve Wozniak e outros empreendedores contra o YouTube:

Novo! Receba Grátis a Newsletter
Crypto Times
Uma newsletter que minera informação para você!

Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.
theblockcrypto.com © 2020 - The Block Crypto, Inc. All rights reserved. Todos os direitos reservados.

Última atualização por Daniela Pereira do Nascimento - 24/07/2020 - 8:21