Tempo Real

Tempo real: Ibovespa (IBOV) termina pregão em queda, mas sustenta os 119 mil pontos à espera do Copom; dólar fecha a R$ 5,42

17 jun 2024, 7:03 - atualizado em 17 jun 2024, 17:51

ibovespa-ações -bolsa-b3 tempo real
Acompanhe o Ibovespa e os mercados em Tempo Real. (Imagem: REUTERS/Amanda Perobelli)

RESUMO: Na expectativa pela decisão do Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central e as preocupações com o cenário fiscal no radar, o principal índice da bolsa brasileira segurou os 119 mil pontos por mais uma sessão.

O Ibovespa (IBOV) fechou em queda de 0,44%, aos 119.137,86 pontos.

Já o dólar à vista terminou a sessão a R$ 5,4219, com alta de 0,74%.

Entre as ações negociadas no Ibovespa, Itaú PN (ITUB4) fechou como a maior alta do pregão. Os papéis foram impulsionados pela elevação de recomendação pelo Morgan Stanley. Na ponta negativa, os papéis da Rede D’Or (RDOR3) lideraram as perdas do índice pressionados pelo avanço da curva de juros.

Por aqui, os investidores reagiram a declarações do ministro da Fazenda, Fernando Haddad. O chefe da pasta econômica disse que o presidente Lula “se apropriou” dos números apresentados pela equipe sobre os gastos federais com “bastante atenção”, o que abriu uma janela “importante” para a discussão do tema.

Em segundo plano, o mercado repercutiu o Relatório Focus. As expectativas para a inflação (IPCA) aumentaram de 3,90% para 3,96% e a taxa básica de juros (Selic) de 10,25% para 10,50% ao ano.

De olho no Copom, que acontece na próxima quarta-feira (19), as apostas do mercado se dividem entre mais um corte de 0,25 ponto percentual da taxa Selic e uma pausa no afrouxamento monetário. A volta da inflação, riscos fiscais e cenário internacional de juros estão pesando na decisão do BC.

Lá fora, as bolsas de Nova York terminaram o dia em alta, com declarações de dirigentes do Federal Reserve (Fed) no radar. S&P 500 e Nasdaq renovaram os recordes históricos de fechamento.

 

Confira os principais temas do Ibovespa e dos mercados nesta segunda-feira (17) em tempo real



Petrobras (PETR4) aceita acordo tributário e terá impacto de bilhões de reais; dividendos em risco?
Petrobras PETR3 PETR4 atualiza valor dividendos extraordinários ordinários taxa selic pagamento maio petr3 petr4
A empresa ganhou um ‘descontão’ de 65%, que correspondem a R$ 19,80 bilhões (Imagem: REUTERS)

A Petrobras (PETR4) jogou a toalha e resolveu por fim a uma disputa tributária de incidência do IRRF (Imposto de Renda), da Cide (contribuição de intervenção), do PIS (Programa de Integração Social) e da Cofins sobre remessas ao exterior, que totaliza R$ 44,79 bilhões.

Por 10 votos a favor, o conselho de administração aprovou a adesão ao Edital de Transação PGFN-RFB 6/2024 para encerrar litígios da estatal com o Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf)

Leia mais.

Smart Fit (SMFT3) anuncia pagamento de JCP; confira valores e data de pagamento
smart fit jcp
O pagamento do JCP pela Smart Fit será realizado em 31 de julho de 2024; saiba quem tem direito a receber os valores (Imagem: Divulgação/Smart Fit)

A Smart Fit (SMFT3) anunciou que pagará R$ 50 milhões em Juros sobre Capital Próprio (JCP), segundo comunicado publicado na Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

O valor pago será de 0,0852889683 por ação, sujeito à retenção de 15% de Imposto de Renda Retido na Fonte (IRRF), na forma da legislação em vigor, com exceção dos acionistas imunes e/ou isentos.

Leia mais.

Petrobras adere a acordo tributário e terá impacto de quase R$ 12 bi no 2º tri
Microsoft ultrapassa Apple, voltando a ser empresa mais valiosa do mundo
microsoft
Microsoft ultrapassa Apple, voltando a ser empresa mais valiosa do mundo (Imagem: REUTERS/Gonzalo Fuentes)

As ações da Microsoft (MSFT) avançaram 1,3% nesta segunda-feira (17), encerrando o dia com um valor de mercado de US$ 3,33 trilhões, deixando Apple (AAPL) e Nvidia (NVDA) para trás.



Na última semana, a Apple tinha ultrapassado a Microsoft em valor de mercado, após anunciar parceria com a OpenAI. Contudo, hoje a empresa fechou com US$ 3,32 trilhões e a Nvidia com US$ 3,22 trilhões em valor de mercado.

Leia mais.

Dividendos: Mineradora que sobe mais de 40% no ano pagará valores; veja data
aura-minerals-mineradora
As ações da companhia serão negociadas ex-direito a juros sobre o capital próprio a partir de 25 de junho de 2024, inclusive

A Aura Minerals (AURA33), um dos destaques na bolsa até agora, trouxe mais uma boa notícia para o seu investidor. A mineradora de ouro aprovou o pagamento de US$ 25 milhões em dividendos.

Segundo o documento, enviado ao mercado nesta segunda-feira (17), o valor por ação será de US$ 0,35.

Leia mais.

Itaúsa (ITSA4) pagará quase R$ 1 bi em JCP; saiba data do pagamento
itaúsa jcp itsa4
O valor do JCP será somado aos R$ 723 milhões, de R$ 0,07 por ação (líquidos de R$ 0,0595 por ação), declarados em 18 de março de 2024(Imagem: Itausa)

Itaúsa (ITSA4) pagará R$ 977 milhões em Juros sobre Capital Próprio (JCP), mostra documento enviado ao mercado nesta segunda-feira (17).

Serão pagos R$ 0,0946 por ação (líquidos de R$ 0,08041 por ação), tendo como data-base a posição acionária final do dia 20 de junho de 2024.

Leia mais.

Marisa (AMAR3) adia balanço do primeiro trimestre de 2024
marisa - aumento de capital
Desde o ano passado a Marisa passa por uma reestruturação administrativa. (Imagem: Kaype Abreu/Money Times)

A Marisa (AMAR3) adiou a divulgação dos dados do primeiro trimestre de 2024, que estava programada para esta segunda-feira (17). Faz cerca de um mês que as empresas da Bolsa reportaram os números do período.

A varejista de moda não informou uma nova data para a divulgação dos resultados, embora tenha dito que está empreendendo “todos melhores esforços” para assegurar que as informações contábeis e financeiras sejam prestadas “o mais breve possível”.

Leia mais.

Campos Neto e Galípolo vão unir forças e cravar Selic a 10,50%? Veja o que esperar do Copom desta semana
selic juros copom banco central bc
Mercado aposta na manutenção da Selic no patamar de 10,50% na reunião do Copom desta semana (Imagem: Agência Brasil)

O mercado já não espera um novo corte na Selic na reunião do Comitê de Política Monetária (Copom) desta semana — que acontece entre terça (18) e quarta-feira (19). Os bancos BTG Pactual, Itaú, Santander UBS BB atualizaram suas projeções e veem uma pausa no ciclo de flexibilização da política monetária.

Na opção de Copom — que reflete as expectativas para a taxa de juros —, a aposta também é de manutenção no quarto encontro do ano, com o contrato negociado a R$ 93. A redução de 0,25 ponto percentual (p.p.), por sua vez, valia R$ 5,34.

Leia mais.

Aura Minerals pagará R$ 21 milhões em JCPs
Itaúsa (ITSA4) pagará R$ 1,7 bilhão em JCPs
Altas e quedas do Ibovespa

Na ponta positiva do Ibovespa, o setor bancário liderou os ganhos. Confira as maiores altas do índice hoje:

  • Itaú (ITUB4): +2,44%, a R$ 31,90
  • B3 (B3SA3): +1,83%, a R$ 10,56
  • Santander (SANB11): +1,44%, a R$ 27,47
  • São Martinho (SMTO3): +1,33%, a R$ 31,15
  • Bradesco (BBDC4): +1,09%, a R$ 12,97

Na ponta negativa do Ibovespa, as ações cíclicas, mais sensíveis aos juros, foram pressionadas com a renovação das preocupações com o cenário fiscal. Confira as maiores baixas do índice:

  • Rede D’Or (RDOR3): -5,16%, a R$ 25,54
  • Braskem (BRKM5): -5,11%, a R$ 17,47
  • LWSA (LWSA3): -4,29%, a R$ 4,02
  • Magazine Luiza (MGLU3): -3,93%, a R$ 10,99
  • Yduqs (YDUQ3): -3,92%, a R$ 10,78
Dólar acima de R$ 5,40: Agentes da cadeia do milho e soja que ganham com rali da moeda; e as ações?
soja milho dólar
Agentes que consomem milho e soja no mercado doméstico, assim como os que possuem receita no mercado interno, podem sair perdendo (Foto: Pixabay)

O dolár futuro avançava 0,86%, em R$ 5,429, por volta 16h45. No último mês, a moeda acumula uma valorização de 5,99% (R$ 0,307) e um salto de 8,43% (R$ 0,422) nos últimos três meses. A partir deste cenário, destacamos os reflexos para a cadeia da soja e milho do Brasil.

De modo geral, valorização do dólar é sempre positiva para exportadores. Sendo assim, como soja e milho são commodities majoritariamente exportadas pelo Brasil, essa valorização é positiva para a maior parte dos agentes.

Leia mais.

Dividendos: 7 ações para investir em meio à incerteza fiscal e Selic elevada, segundo o BBA
dividendos
Itaú BBA destaca sete ações com foco em dividendos para investir em tempos de incerteza (Imagem: REUTERS/Bruno Domingos)

O atual quadro fiscal e a perspectiva de uma taxa Selic ainda elevada geram incertezas para os investidores. Neste cenário, o Itaú BBA indica empresas com histórias de dividendos crescentes como um bom lugar para se posicionar.

A casa aponta que o Índice Dividendos (IDIV) vem superando consistentemente o Ibovespa (IBOV) nos últimos cinco anos, com um desempenho de 55,2%, contra 22,1%.

Leia mais.

Ibovespa (IBOV) fecha em baixa

O principal índice da bolsa brasileira terminou o pregão com queda de 0,44%, aos 119.137,86 pontos.

Os investidores seguiram atentos ao cenário fiscal, ainda no rescaldo de uma semana turbulenta. Mais cedo, o ministro da Fazenda, Fernando Haddad, afirmou que o presidente Lula se “apropriou” dos números sobre a evolução dos gastos federais, apresentados pela equipe econômica, com “bastante atenção”.

O que, segundo o ministro abriu uma janela “importante” para a discussão do tema.

O mercado também aguarda a decisão do Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central, que será divulgada na próxima quarta-feira (19). As expectativas são de manutenção dos juros em 10,50% ao ano.

 

 

Ibovespa estende as quedas da última semana; confira o que mexeu com o índice
ibovespa
Ibovespa fecha em queda de 0,44% nesta segunda, estendendo a baixa da última semana (Imagem: REUTERS/Amanda Perobelli)

O Ibovespa estendeu as quedas da última semana nesta segunda (17), refletindo as questões fiscais no Brasil e a aversão à risco de investidores. 

O índice fechou em baixa de 0,44%, a 119.137,86 pontos.

Leia mais.

Dólar fecha a R$ 5,42

O dólar à vista terminou o pregão a R$ 5,4219, com alta de 0,74%.

A moeda norte-americana ganhou força ante o real, na esteira dos rendimentos dos títulos do Tesouro dos Estados Unidos, os Treasurys — que renovaram máximas ao longo da sessão.

 

BTG Pactual corta preço-alvo, mas vê papel disparando 70%; veja qual
btg localiza
BTG Pactual reduz o preço-alvo para Localiza (RENT3); Confira os motivos  (Imagem: Divulgação/ Localiza)

O BTG Pactual reduziu o preço-alvo da Localiza (RENT3) de R$ 90 para R$ 70, como forma de incorporar o último resultado trimestral, as tendências do mercado e o cenário macroeconômico atual. Mesmo assim, o potencial de alta continua significativo, de 70% ante o fechamento da última sexta-feira (14).

Os analistas Fernanda Recchia, Lucas Marquiori e Marcelo Arazi afirmaram que, apesar da falta de visibilidade no curto prazo dos seminovos, as divisões de locação têm desempenho forte.

Leia mais.

Itaú (ITUB4) lidera os ganhos do Ibovespa com alta de 2,50%, a R$ 31,92

As ações do Itaú PN (ITUB4) sobem mais de 2%, na liderança do setor financeiro. Os papéis avançam após o Morgan Stanley elevar a recomendação dos papéis negociados na Bolsa de Nova York (Nyse) de neutra para compra.

O banco elevou o preço-alvo de US$ 7,50 para US$ 8, o que equivale a uma potencial valorização de 38% em relação ao fechamento da última sexta-feira (14).

Klabin (KLBN11): BofA eleva preço e recomendação por queda do real e desconto histórico; vale compra?
klabin klbn11
Novos questões de mercado oferecem uma redução de custos para Klabin, na avaliação da instituição; hora de comprar? (Imagem: LinkedIn/Klabin)

O Bank of America (BofA) elevou a recomendação para as ações da Klabin (KLBN11), de neutro para compra, com o preço-alvo passando de R$ 24 para R$ 28

O cenário ocorre a partir de três fatores principais: (i) ventos mais favoráveis para o setor de papel e celulose na América do Sul, com melhores preços para celulose; (ii) recuperação nos valores do kraftliner e (iii) desvalorização do real frente ao dólar (preço médio estimado em 2024 avançando de R$ 4,88 para R$ 5)

Leia mais.

Petróleo fecha em alta de 2%

O petróleo iniciou a semana em tom positivo. A commodity fechou em alta em meio ao dólar enfraquecido ante divisas globais e sinais de demanda aquecida nos Estados Unidos.

Os contratos mais líquidos do petróleo Brent, referência para o mercado internacional, com vencimento em agosto fecharam em alta de 1,97%, a US$ 84,25 o barril na Intercontinental Exchange (ICE), em Londres.

Já os contratos para agosto do West Texas Intermediate (WTI) terminaram a sessão com alta de 2,14%, a US$ 79,72 o barril, na New York Mercantile Exchange (Nymex), nos Estados Unidos.

Novo competidor para a Apple? Elon Musk não descarta criar um celular
elon musk
Novo competidor para a Apple? Elon Musk não descarta possibilidade de criar um celular com a Samsung (Imagem: NVIDIA Corporation/Flickr)

O bilionário Elon Musk não descartou uma parceria com a Samsung para a criação de um celular. Em uma resposta a um usuário do X (antigo Twitter) que sugeriu a parceria, Musk afirmou que “não está fora de questão”.

Apelidado como “Celular X”, a declaração veio após a Apple anunciar parceria com a OpenAI em seu sistema operacional, durante a Worldwide Developers Conference (WWDC) 2024.

Leia mais.

Petrobras (PETR4): O que os bancões gringos acharam dos novos diretores?
petrobras
Santander e Goldman Sachs veem com bons olhos nomes indicados para diretoria da Petrobras (Imagem: REUTERS/Sergio Moraes)

Na última semana, a presidente da Petrobras (PETR4), Magda Chambriard, indicou três nomes para a diretoria da companhia, nomeando Fernando Melgarejo como CFO (diretor financeiro), Renata Baruzzi como diretora-executiva de engenharia, tecnologia e inovação e Sylvia dos Anjos como diretora-executiva de exploração e produção.

Na avaliação do Goldman Sachs, a indicação de Baruzzi e dos Anjos pode ser considerada positiva pelos investidores, tendo em vista que são funcionárias de longa data na petrolífera e possuem sólida formação acadêmica, técnica e profissional.

Leia mais.

Dólar à vista renova máxima a R$ 5,4305, com alta de 0,90%

A moeda norte-americana vem renovando máximas ao longo da sessão, em dia de agenda mais enxuta e na expectativa pela reunião do Copom, na próxima quarta-feira (19).

A nova preocupação de Lula, segundo ministros
lula - pesquisa - eleição
No plano da receita, uma preocupação muito grande com as renúncias ficais, disse Haddad. (Imagem: Reuters/Adriano Machado)

O presidente Lula demonstrou “preocupação muito grande” com as renúncias fiscais nas contas do governo federal, segundo os ministros da Fazenda, Fernando Haddad, e do Planejamento, Simone Tebet.

A renúncia fiscal ocorre quando o governo abre mão de uma receita vinda de impostos para estimular determinado setor.

Leia mais.

Magda Chambriard: Nova CEO da Petrobras (PETR4) assume cargo na quarta-feira; petroleiros realizam ato no dia seguinte
magda chambriard petrobras ato petroleiros
Equacionamento de planos de previdência da Petrobras é uma das reivindicações (Imagem: Roberto Farias/Agência Petrobras)

A quarta-feira (19) promete ser agitada para o mercado — e não estamos falando só da reunião do Comitê de Política Monetária (Copom). Está marcado para este dia a posse de Magda Chambriard no cargo de CEO da Petrobras (PETR4).

Para o dia seguinte — quinta-feira,20 –, o Fórum das Entidades em Defesa dos Participantes das Petros já programou a convocação do “Ato Nacional em Defesa dos Participantes da Petros”, em vigília para o atendimento de propostas defendidas pelos trabalhados.

Leia mais.

Berkshire Hathaway (BERK34) vende 1,3 milhão de ações da BYD
byd berkshire hathaway
Berkshire Hathaway (BERK34) reduz novamente sua participação na BYD (Imagem: REUTERS/Claudia Greco/Arquivo)

A Berkshire Hathaway (BERK34) reduziu sua participação na BYD, fabricante chinesa de veículos elétricos. A empresa de Warren Buffett vendeu 1,3 milhão de ações da companhia listadas em Hong Kong por US$ 39,8 milhões.

A venda reduziu a participação da Berkshire nas ações H emitidas pela BYD de 7,02% para 6,90%, segundo o último documento da Bolsa de Valores Shenzhen. Desde o pico nas ações da montadora, em 2022, os papéis têm caído cerca de 30%.

Leia mais.

Não é a Petrobras (PETR4): Confira as ações favoritas para investir na semana e bater o Ibovespa, segundo 7 analistas
Carteira Recomendada, Ações, Investimentos
A Vale divide o pódio do ranking de ações mais recomendadas da semana com outros dois papéis (Imagem: Money Times)

Para o período de 17 a 21 de junho, três ações figuram no topo do ranking de papéis mais recomendadas para investir no curto prazo, de acordo com levantamento do Money Times — feito com base nas indicações de sete carteiras divulgadas por bancos e corretoras.

No ranking, três ações dividem o pódio — empatadas com duas indicações cada —, sendo elas: Equatorial (EQTL3), Vale (VALE3) e Weg (WEGE3).

Leia mais.

Fundo faz dança das cadeiras e evita prejuízo de 15,78%; Ifix não sustenta alta do último pregão
ifix - fundos imobiliários
No mês, o desempenho é negativo e acumula uma perda de 1,74%. (Imagem: ckstockphoto)

O Índice de Fundos de Investimentos Imobiliários (IFIX) iniciou a semana em queda, após recuperação no último pregão. Por volta das 12h30 desta segunda-feira (17), o IFIX recuava 0,17%, a 3.306,83 pontos.

O índice subiu 0,51%, cotado aos 3.312,59 pontos, no pregão da sexta-feira (14), sendo o primeiro fechamento de junho no azul. No mês, o desempenho é negativo e acumula uma perda de 1,74%.

Leia mais.

Ação da Dasa desaba 7,58%; ação acumula queda de 21% em duas sessões
O programa de recuperação de pastagens do Brasil e o real papel da pecuária na agenda climática
pastagens pecuária
Para advogado e pesquisador da FGV, a incerteza quanto ao programa de recuperação de pastagens gira em torno dos recursos para financiamentos (Foto: Mapa)

A Contribuição Nacionalmente Determinada do Brasil no Acordo de Paris tem três grandes eixos centrais: combate ao desmatamento; incentivo aos biocombustíveis e uso do solo. O eixo de gestão e uso do solo deve ocorrer principalmente pela reparação de 12 milhões de hectares de florestas degradadas e de 15 milhões de hectares de pastagens degradadas.

No que se refere à reparação florestal, o Brasil conta com o Código Florestal (Lei Federal 12.651/2012). Nessa norma florestal é contemplada a reparação de áreas de florestas degradadas por meio dos Programas de Regularização Ambiental (PRA).

Leia mais.

Sinais de que o Fed pode não estar perseguindo a meta de inflação de 2%; confira
fomc juros fed federal reserve estados unidos eua
Em sua última reunião, o Fed optou pela manutenção nos juros no intervalo entre 5,25% e 5,50%. (Imagem: REUTERS/Joshua Roberts)

O Federal Reserve vem se mostrando cauteloso quando o assunto é início do seu afrouxamento monetário. O banco central americano diz que está em busca de um patamar suficiente para garantir a ancoragem da inflação em 2%.

No entanto, segundo relatório da Genial Investimentos, as leituras mais recentes de atividade e inflação nos Estados Unidos geram questionamentos em torno do nível de restrição dos juros no país.

Leia mais.

Alerta para Ibovespa (IBOV): 83% das ações monitoradas pelo BB estão em tendência de queda
ibovespa ibov análise gráfica do índice
Apesar de tendência pessimista generalizada, nomes como JBS e AES Brasil estão entre recomendações de compra (Imagem: Pixabay)

A semana anterior trouxe pessimismo para o Ibovespa (IBOV). Com o sinal de que o Brasil pode ter problemas em alcançar o déficit fiscal zero em 2024, o Índice recuou abaixo dos 120 mil pontos. Às 10h38 desta segunda-feira (17), ele operava em queda de 0,63%, chegando aos 118.913 pontos.

O IBOV acumula queda mensal de 1,99% e de 10,82% no ano, indo na contramão do S&P 500, que apresenta variação positiva mensal em 2,93% e 13,56% no ano.

Leia mais.

Ibovespa (IBOV) opera em queda nesta segunda-feira (17), com destaque para Yduqs (YDUQ3)

O Ibovespa (IBOV) operava em queda de 0,69%, a 118.842, às 12h01 desta segunda-feira (17).

Entre os destaques positivos, estão:

Já do lado das baixas, estão:

BTG corta preço-alvo da Localiza de R$ 90 para R$ 70, mas mantém recomendação de compra
Renda fixa segue sendo a favorita dos mais ricos; veja onde eles estão investindo
renda fixa - onde os mais ricos investem
Um dos fundos favoritos de renda fixa entregaram, em dozes meses, 14,86% de lucro. (Imagem: Getty Images)

Os investidores têm sofrido com os consecutivos tombos do mercado durante o ano de 2024, motivados pelo cenário econômico externo e, principalmente, interno. Além das projeções mais altas para a Taxa Selic e para a inflação, a piora na percepção fiscal tem assombrado nos últimos tempos.

Com este cenário, a renda fixa segue sendo a classe de ativos mais encontrada nas carteiras de investimentos dos mais ricos, sendo 40,63% da composição total no último mês, segundo o levantamento realizado pela SmartBrain.

Leia mais.

BTG reitera recomendação de compra para Aura Minerals e preço-alvo de R$ 68, potencial de alta de 40%
Ibovespa (IBOV) varia para queda de 0,65%, a 118,880 mil pontos nesta segunda-feira (17)
Dividendos extras da Petrobras (PETR4) ameaçados? Conselho pode aprovar pagamento de R$ 20 bilhões à União
dividendos, petrobras. banco do brasil
Petrobras vai votar o pagamento de R$ 20 bilhões à Receita Federal, segundo informações do colunista Lauro Jardim (Imagem: Pixabay)

A Petrobras (PETR4) pode realizar o pagamento de R$ 20 bilhões à Receita Federal para encerrar litígios da estatal com o Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf). Com isso, a empresa também deve ajudar o governo a fechar as contas. As informações são do jornalista Lauro Jardim, colunista d’O Globo.

O conselho de administração da Petrobras marcou reunião extraordinária para a tarde desta segunda-feira (17) para tratar do assunto, de acordo com o colunista.

Leia mais.

Wall Street rondava a estabilidade com foco em dados e comentários do Fed

Os índices acionários dos Estados Unidos abriram perto da estabilidade nesta segunda-feira (17), com o referencial S&P 500 recuando de máximas recordes enquanto os investidores aguardavam novos dados econômicos e comentários das autoridades do Federal Reserve ao longo da semana para obter mais clareza sobre a política monetária.

O Dow Jones caía 0,06% na abertura, para 38.565,18 pontos. O S&P 500 abriu em baixa de 0,01%, a 5.431,11 pontos, enquanto o Nasdaq Composite ganhava 0,05%, para 17.697,30 pontos.

* Com informações da Reuters

Uma elétrica ‘defensiva’ para bater o Ibovespa (IBOV) esta semana, segundo a Nova Futura
ações elétrica equatorial
Equatorial entra para carteira recomendada semanal de ações da Nova Futura (Imagem: Pixabay)

Nova Futura fez uma alteração na carteira recomendada semanal de ações. Para a terceira semana de junho, os analistas trocaram a posição em Multiplan (MULT3) por Equatorial Energia (EQTL3).

Além da nova integrante, Santander Brasil (SANB11), Grendene (GRND3), Weg (WEGE3) e Eletrobras (ELET3) compõem o portfólio para os dias 17 a 21 deste mês. O peso para cada ativo é de 20%.

Leia mais.

Petrobras (PETR4), Bradespar (BRAP4) ou Metalúrgica Gerdau (GOAU4): Quem paga os maiores dividendos?
dividendos petrobras bradespar ou gerdau quem paga mais
Entre as empresas consideradas, as melhores pagadoras são do setor de mineração e siderurgia (Imagem: Pixabay)

Segundo uma pesquisa da Quantum, especializada em fornecer dados e informações financeiras, a Petrobras (PETR4) é a empresa que paga os maiores dividendos, com dividend yield (DY) acumulado de 20% nos últimos 12 meses.

A Petrobras, inclusive, distribui dividendos e dividendos extraordinários nos valores de R$ 0,5774 e R$ 0,8918 por papel, respectivamente, nesta quinta-feira (20).

Leia mais.

Ibovespa (IBOV) abre mais uma vez em busca dos 120 mil pontos: 5 coisas para saber antes de investir hoje (17)
Ibovespa, 5 Coisas, Investimentos, Dólar, Day Trade, Copom
Ibovespa abriu pregão em queda, com mais um dia buscando retorno aos 120 mil pontos (Imagem: REUTERS/Amanda Perobelli)

O Ibovespa (IBOV) abriu o pregão desta segunda-feira (17) ainda em busca dos 120 mil pontos. O principal índice da bolsa brasileira caia 0,52%, a 119.037 pontos, por volta de 10h16.

Os investidores digerem as projeções dos economistas para a economia brasileira, presentes no Relatório Focus, e aguardam pela decisão do Banco Central, que acontece na quarta-feira (19).

Leia mais.

Tesouro Direto hoje: Taxas reagem após alta nas projeções da Selic e inflação no Focus hoje (17)
tesouro direto hoje - ipca - selic
(Imagem: Getty Images/ Canva Pro)

As taxas dos títulos do Tesouro Direto operam mistas nesta segunda-feira (17), em comparação ao mesmo período do dia útil anterior. Os títulos com vencimentos mais curtos estavam em alta, enquanto os demais recuavam e lucravam na marcação a mercado.

  • [Relatórios gratuitos] Analistas fazem recomendações semanais de renda fixa – e você pode receber todo esse conteúdo diretamente no seu e-mail. Clique aqui. 

Às 9h21, na primeira atualização do dia, as taxas dos títulos do Tesouro IPCA+ com vencimentos em 2029, 2035 e 2045 rendiam 6,41%, 6,35% e 6,31%, respectivamente. Os valores unitários dos papéis eram de R$ 3.169,76, R$ 2.201,12 e R$ 1.202,68.

Leia mais.

Vale (VALE3) consegue liminar para sair da ‘lista suja’ do trabalho escravo do governo
vale
Vale consegue liminar que determina exclusão do Cadastro de Empregadores do Ministério do Trabalho e Emprego, conhecido como “lista suja (Imagem: Reuters/Washington Alves)

O Tribunal Regional do Trabalho da 3ª Região (MG) proferiu, em caráter liminar, decisão que determina a imediata exclusão da Vale (VALE3) do Cadastro de Empregadores do Ministério do Trabalho e Emprego, conhecido como “lista suja”, até que decisão judicial definitiva sobrevenha.

“A Vale reitera que adota medidas rigorosas para garantir o cumprimento das leis trabalhistas e o respeito aos direitos humanos em todas as suas operações e cadeia produtiva”, diz em comunicado divulgado nesta segunda-feira (17).

Leia mais.

Sabesp (SBSP3), Cogna (COGN3), AES Brasil (AESB3) e outros destaques desta segunda (17)
sabesp sbsp3
Sabesp, Cogna e AES Brasil estão entre os destaques do radar corporativo desta segunda-feira (17) (Imagem: Reprodução/Sabesp)

A nova política de dividendos da Sabesp (SBSP3), o programa de recompra de ações da Cogna (COGN3) e a aprovação da união de negócios entre a AES Brasil (AESB3) e a Auren (AURE3) são alguns dos destaques corporativos desta segunda-feira (17).

Confira os principais destaques desta segunda-feira (17)

Sabesp (SBSP3) privatizada prevê aumentar dividendos

Sabesp aprovou uma nova política de distribuição de dividendos, que passará a vigorar a partir da liquidação da oferta pública de distribuição de ações que marcará a privatização da empresa paulista de saneamento.

Leia mais.

Day Trade: Azul (AZUL4), PetroRecôncavo (RECV3) e mais ações para vender nesta segunda (17)
day trade o que vender segunda 17
Para o day trade desta segunda, recomendação é de venda das ações SMTO3 (Imagem: Divulgação/B3)

O BTG Pactual, o PagBank e a Ágora divulgaram suas recomendações de venda em day trade para esta segunda-feira (17).

  • Day trade com mais objetividade e gerenciamento controlado de riscos: conheça a plataforma Gradiente Linear clicando AQUI.

Entre as maiores quedas do dia, está a Yduqs (YDUQ3), com potencial de 3,25%. Enquanto isso, a Azul (AZUL4) apresenta o menor potencial, de 2,76%.

Leia mais.

Day Trade: Potencial de ganho com a Cosan (CSAN3) chega a 3,83%; saiba quais ações comprar hoje (17)
day trade o que comprar segunda 17
No day trade de hoje, nomes como B3 e Itaú Unibanco são recomendados (Imagem: REUTERS/Amanda Perobelli)

O BTG Pactual, o PagBank e a Ágora divulgaram suas recomendações de compra em day trade para esta segunda-feira (17). As ações sugeridas são de analistas gráficos, que usam uma metodologia que busca antecipar as tendências de curtíssimo prazo.

O maior potencial de ganho de hoje fica para a Cosan (CSAN3), que pode saltar de R$ 12,79 para R$ 13,28.

Leia mais.

Dólar abre em alta ante real, com foco no Copom

O dólar subia frente ao real nas primeiras negociações desta segunda-feira (17), abrindo uma semana que terá como foco no cenário doméstico a decisão do Comitê de Política Monetária do Banco Central (Copom) na quarta-feria (19) sobre a taxa Selic, atualmente em 10,50% ao ano.

Às 9h08, o dólar à vista subia 0,38%, a 5,4014 reais na venda. Na B3, o contrato de dólar futuro de primeiro vencimento tinha alta 0,43%, a 5,4070 reais.

Na sexta-feira (14), o dólar à vista encerrou o dia cotado a 5,3812 reais na venda, em alta de 0,25%. No acumulado semanal, o dólar subiu 1,06%.

O Banco Central fará neste pregão leilão de até 12 mil contratos de swap cambial tradicional para fins de rolagem do vencimento de 1° de agosto de 2024.

* Com informações da Reuters

Dólar varia com alta de 0,78% nesta segunda-feira (17), a R$ 5,4006
Sabesp (SBSP3) privatizada prevê aumentar dividendos; saiba mais sobre a nova política
sabesp
Sabesp aprova nova política de dividendos, que prevê possível aumento na distribuição (Imagem: Renan Dantas/Money Times)

A Sabesp (SBSP3) aprovou uma nova política de distribuição de dividendos, que passará a vigorar a partir da liquidação da oferta pública de distribuição de ações que marcará a privatização da empresa paulista de saneamento.

Conforme o documento, o pagamento de proventos para as ações ordinárias poderá ser maior do que os 25% do lucro líquido ajustado previstos atualmente.

Leia mais.

Copom no radar: O que mexe com o Tesouro Direto e a renda fixa nesta semana?
Renda Fixa - copom
Dados econômicos mexem com a semana enquanto mercado aguarda por decisão do Copom. (Imagem: inkdrop/ Canva Pro)

A semana passada foi intensa para os mercados, incluindo a renda fixa, com dados de inflação acima das expectativas, piora na percepção fiscal e ainda a manutenção da taxa de juros no Estados Unidos. Com isso, os juros futuros por aqui encerraram com movimentos mistos pela curva.

Entre os títulos do Tesouro, os atrelados ao IPCA com vencimentos mais longos  apresentavam uma variação semanal negativa, enquanto o de vencimento mais curto, em 2026, os títulos prefixados e os pós fixados tinham uma valorização no período.

Leia mais.

Projeções de inflação e Selic sobem novamente em semana de Copom; confira o Focus desta segunda (17)
focus selic inflação pib dólar bc banco central
Projeções de inflação e Selic sobem mais uma vez em semana de Copom (Imagem: Marcello Casal Jr/Agência Brasil)

Os economistas ouvidos pelo Banco Central voltaram a revisar para cima as projeções de inflação. Segundo o Relatório Focus desta segunda-feira (17), as expectativas para o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) para este ano passaram de 3,90% para 3,96%.

Já para 2025, a projeção da inflação foi elevada de 3,78% para 3,80%; para 2026, a aposta permanece em 3,60%. O ano de 2027 segue a projeção de 3,50%.

As metas do IPCA para 2024 e 2025 são de 3% conforme estabelecido pelo Conselho Monetário Nacional (CMN), com intervalo de 1,5 ponto percentual (p.p.) para cima e para baixo.

Leia mais.

Boletim Focus e reunião entre Lula, Haddad e Tebet para discutir fiscal; confira a agenda desta segunda (17)
haddad lula boletim focus agenda segunda 17
Além de piora com expectativa para queda da inflação, segundo o Boletim Focus, fiscal continuará no radar, com reuniões entre Haddad e Lula (Imagem: REUTERS/Adriano Machado)

A semana promete continuar difícil para o cenário econômico e político no Brasil.

Na semana passada, a discussão envolvendo a Medida Provisória (MP) do PIS/Cofins, e sua devolução, movimentou o noticiário, gerando questionamentos sobre o quão perto o governo está de cumprir as metas fiscais para o ano, em uma tentativa de atingir o déficit fiscal zero e alcançar o superávit nos próximos anos.

Leia mais.

Minério de ferro cai nesta segunda-feira (17), com dados decepcionantes da China e demanda fraca no curto prazo

Os preços futuros do minério de ferro caíram nesta segunda-feira (17), depois que uma série de divulgações de dados econômicos da China, principal mercado consumidor do minério, ficou abaixo das expectativas, e com as enchentes e altas temperaturas no país lançando sombra sobre as perspectivas de demanda de curto prazo.

O contrato de setembro do minério de ferro mais negociado na Bolsa de Mercadorias de Dalian (DCE) da China encerrou as negociações do dia com queda de 1,63%, a 813 iuanes (112,05 dólares) a tonelada.

O minério de ferro, referência para julho na Bolsa de Cingapura, caiu 2,51%, para 104,8 dólares a tonelada.

* Com informações da Reuters

Veja as projeções do Focus desta segunda (17):

IPCA

  • 2024: de 3,90% para 3,96%
  • 2025: de 3,78% para 3,80%

Selic

  • 2024: de 10,25% para 10,50%
  • 2025: de 9,25% para 9,50%

PIB

  • 2024: de 2,09% para 2,08%
  • 2025: permanece em 2%

Dólar

  • 2024: de R$ 5,05 para R$ 5,13
  • 2025: de R$ 5,09 para R$ 5,10
  • 2026: de R$ 5,10 para R$ 5,12
  • 2027: de R$ 5,11 para R$ 5,15
Bolsas Europeias: Ganhos iniciais cedem, após falas de Le Pen sobre as próximas eleições parlamentares antecipadas

Confira o fechamento dos principais índices:

  • Em LONDRES, o índice FTSE100 recuou 0,22%.
  • Em FRANKFURT, o índice DAX ficou no zero a zero, 0,00%.
  • Em PARIS, o índice CAC 40 registrou queda de 0,08%.
Bolsas Asiáticas: Ações de Xangai fecham em mínima de dois meses em meio a dados fracos

Confira o fechamento dos principais índices:

  • Em HONG KONG, o índice HANG SENG caiu 0,03%.
  • Em XANGAI, o índice SSEC perdeu 0,55%.
  • O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em XANGAI e SHENZHEN, retrocedeu 0,15%.
  • Em SEUL, o índice KOSPI teve desvalorização de 0,52%.
  • Em TAIWAN, o índice TAIEX registrou baixa de 0,04%.
  • Em CINGAPURA, o índice STRAITS TIMES desvalorizou-se 0,81%.
  • Em SYDNEY o índice S&P/ASX 200 recuou 0,31%.

* Com informações da Reuters

Ações para investir na semana são destaque no Money Times; veja as principais manchetes dos jornais hoje (17)
Ações
Ações indicadas pelo PagBank para investir na semana são destaque no Money Times nesta segunda-feira (17) (Imagem: Pixabay)

As 5 ações indicadas pelo PagBank para investir na semana são destaque no Money Times nesta segunda-feira (17).

A corretora trocou três das cinco ações da sua carteira recomendada para o período entre 17 a 23 de junho, retirando do portifólio os papéis da BB Seguridade (BBSE3), BRF (BRFS3) e Petrobras (PETR4).

Leia mais.

Dados fracos da China pressionam mercado em semana de Copom; o que esperar do Ibovespa (IBOV)
china setor imobiliário metal morning times ibovespa
Morning Times: China registrou dados fracos de produção e vendas no varejo; semana começa no negativo com Ibovespa de olho no Copom. (Imagem: Getty Images Signature/Canva Pro)

A semana começou com notícias ruins vindas da China. A produção industrial registrou alta anualizada de 5,6% em maio, abaixo das projeções de 6%.

Além disso, as vendas no varejo chinês avançaram 3,7% no mesmo período, ficando ligeiramente abaixo das expectativas traçadas pelos analistas, de 3,8%.

Leia mais.

Petróleo tipo Brent estável US$ 82,62 por barril; WTI cai 0,01% a US$ 78,03 por barril
Wall Street: Futuros operam mistos com S&P 500 (-0,06%), Dow Jones (-0,15%) e Nasdaq (+0,17%)
ADR da Petrobras (PBR) sobe 0,15% a US$ 13,61 no pré-market nos EUA
ADR da Vale (VALE) cai 0,36% a US$ 11,22 no pré-market nos EUA
No mercado há mais de 5 anos, o Money Times é referência em investimentos pessoais, educação financeira, gestão de carreiras e consumo no mercado brasileiro. No Money Times, investidores, analistas, gestores e entusiastas do ambiente econômico brasileiro usufruem de textos objetivos e de qualidade que vão ao centro da informação, análise e debate. Buscamos levantar e antecipar discussões importantes para o investidor e dar respostas às questões do momento. Isso faz toda a diferença.
Twitter Facebook Linkedin Instagram YouTube Site
No mercado há mais de 5 anos, o Money Times é referência em investimentos pessoais, educação financeira, gestão de carreiras e consumo no mercado brasileiro. No Money Times, investidores, analistas, gestores e entusiastas do ambiente econômico brasileiro usufruem de textos objetivos e de qualidade que vão ao centro da informação, análise e debate. Buscamos levantar e antecipar discussões importantes para o investidor e dar respostas às questões do momento. Isso faz toda a diferença.
Twitter Facebook Linkedin Instagram YouTube Site
Giro da Semana

Receba as principais notícias e recomendações de investimento diretamente no seu e-mail. Tudo 100% gratuito. Inscreva-se no botão abaixo:

*Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.