Leia os avisos legais em avenue.us. Intermediação Coin DTVM

Tendência do Fed é ser mais dovish com incertezas na economia global, revela ata

09/01/2019 - 17:55

Por Investing.com – Os formuladores de política monetária do Federal Reserve expressaram mais disposição para adotar um ritmo mais lento de altas na reunião de dezembro do FOMC (sigla em inglês para Federal Open Market Committee), com a expectativa de desaceleração da economia global, apresenta a ata da reunião divulgada nesta quarta-feira.

Chegou o Pré-Market Money Times! CADASTRE AGORA e Receba antes do mercado

“Os participantes expressaram que os desenvolvimentos recentes, incluindo a volatilidade nos mercados financeiros e as crescentes preocupações com o crescimento global, fizeram com que a extensão e o cronograma apropriados da política futura fossem menos claros do que antes”, segundo a ata. “Contra esse pano de fundo, muitos participantes expressaram a opinião de que, especialmente em um ambiente de pressões inflacionárias moderadas, o Comitê poderia se dar ao luxo de ser mais paciente no aperto da política.”

O Fed aumentou sua taxa de referência para uma faixa de 2,25% para 2,5% na conclusão de sua reunião de política monetária de dois dias em 19 de dezembro e sinalizou dois aumentos de taxa estavam na mesa para 2019.

Mas os membros do Fed, incluindo o presidente Jerome Powell, adotaram desde então uma postura muito mais dovish em política monetária, levando alguns a prever que o Fed pode aumentar as taxas apenas uma vez, se for o caso, este ano.

Em sua coletiva de imprensa após a reunião do Fed em dezembro, Powell disse que o balanço do banco central estava no “piloto automático”. Mas ele voltou atrás desses comentários na semana passada, assegurando aos investidores que o Fed seria flexível com todas as suas ferramentas políticas, incluindo o balanço patrimonial.

De acordo com a ferramenta de monitoramento da taxa do Fed da Investing.com, os traders acreditam que há poucas chances de que o Fed aumente as taxas neste ano, estimando em cerca de 25% de chance de uma alta no segundo semestre do ano.

O lançamento da ata acontece quando alguns investidores em Wall Street expressaram preocupação com o crescimento econômico dos EUA na esteira dos relatórios mais fracos de fabricação e serviços de ISM.

“Seguindo os movimentos nas condições financeiras, nos preços do petróleo e no crescimento externo, esperamos que a desaceleração de 2019 seja mais pronunciada nas áreas mais sensíveis de manufatura e investimento empresarial, reminiscentes do episódio de 2015 a 2016″, Goldman Sachs (NYSE: GS) disse em uma nota aos clientes no início desta semana.

Leia mais sobre: , ,

Última atualização por - 09/01/2019 - 17:55

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?
Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.
Cotações Crypto