Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Tesla negocia com BHP fornecimento de níquel

06/10/2020 - 16:19
Niquel
O níquel é um componente-chave para os cátodos de baterias de veículos elétricos (Imagem: REUTERS/Yusuf Ahmad/File Photo)

A Tesla negocia com a BHP um acordo para o fornecimento de níquel, em meio à meta da fabricante de veículos elétricos para aumentar a produção e evitar problemas de abastecimento, segundo pessoas a par do assunto.

As negociações agora se concentram no preço, e nenhum acordo final foi fechado entre a montadora e a BHP, a maior mineradora do mundo, disse uma das pessoas, que falou sob anonimato.

A Tesla trabalha para aumentar a quantidade do metal usado nas baterias de veículos para melhorar o desempenho, e à medida que avança na produção interna de células.

O níquel é um componente-chave para os cátodos de baterias de veículos elétricos, e o CEO da Tesla, Elon Musk, mostrou preocupação com o fornecimento devido a desafios para a originação sustentável.

Um acordo com a Tesla pode surpreender alguns investidores da BHP, já que o níquel representa uma pequena parte dos negócios da mineradora. Seria um sinal de avanço real nos esforços da empresa para se expandir no segmento e reequipar a divisão de níquel para atender aos fabricantes de baterias.

Um porta-voz da BHP não quis comentar. A Tesla não respondeu a um pedido de comentário por e-mail.

A demanda por níquel deve aumentar nos próximos anos em meio à expansão da Tesla e aposta de montadoras tradicionais como BMW e Volkswagen no mercado de modelos elétricos. Em julho, Musk prometeu um contrato “gigante” para mineradoras que produzem o metal de “maneira ambientalmente sensível”.

O níquel pode ajudar a aumentar a energia das baterias e permite que produtores reduzam o uso de cobalto, que é mais caro e normalmente tem uma cadeia de suprimentos menos transparente.

Musk informou no mês passado que sua empresa havia entrado em contato com vários produtores de níquel, sem identificar as empresas.

O mercado de níquel para baterias deve mostrar equilíbrio apertado nos próximos dois a três anos, diante da maior demanda dos produtores de baterias de íon-lítio, disse por e-mail Allan Ray Restauro, analista da BloombergNEF. Pode haver déficit significativo já em 2023, quando os preços do níquel começarem a se recuperar, afirmou.

A Vale, maior produtora de níquel comercial, também conversou com a Tesla.

“Como líder mundial na produção e fornecimento de níquel de origem responsável, a Vale tem se envolvido em negociações com partes interessadas em todos os pontos da cadeia de abastecimento, incluindo a Tesla, para explorar a possibilidade de parcerias”, disse a empresa em resposta por e-mail. “Isso é consistente com o posicionamento da Vale no mercado, com a qualidade de nosso produto e com a crescente demanda por níquel como um componente crítico na fabricação de baterias para veículos elétricos.”

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por Vitória Fernandes - 06/10/2020 - 16:19