Leia os avisos legais em avenue.us. Intermediação Coin DTVM

Tesla pode registrar primeira queda trimestral nas vendas em 7 anos

24/10/2019 - 7:26
No início deste mês, a Tesla  divulgou que havia feito uma entrega recorde de 97.000 unidades no terceiro trimestre (Imagem: Pixabay)

Por Haris Anwar/Investing.com

A Tesla (TSLA) está enfrentando uma dura batalha para tentar afastar a negatividade que tem afetado suas ações há meses e colocado em dúvida seu futuro, que parecia promissor. Quando a fabricante de carros elétricos divulgar seus resultados para o terceiro trimestre hoje, deverá provar que está ganhando essa batalha.

O maior desafio do ambicioso e controverso CEO da companhia, Elon Musk, é mostrar que a empresa pode obter lucros sustentáveis quando as vendas de carros melhorarem.

No início deste mês, a Tesla (TSLA) divulgou que havia feito uma entrega recorde de 97.000 unidades no terceiro trimestre, incluindo 79.600 sedãs Model 3, além de 17.400 unidades do Model S e Model X, modelos mais caros. O anúncio da companhia não mencionou se ela ainda espera entregar de 360.000 a 400.000 veículos previstos neste ano. Ela precisará vender mais 105.000 carros nos últimos três meses do ano para atingir a faixa inferior dessa previsão.

Mas o bom relatório de entregas de outubro também contém más notícias veladas. Muitos analistas acreditam que o aumento das vendas do Model 3, modelo mais barato, provavelmente tenha prejudicado as receitas no terceiro trimestre, fazendo com que o objetivo de Musk de atingir a lucratividade fique cada vez mais distante. Os sedãs Model 3, que partem de US$ 38.990 nos EUA, custam menos da metade dos modelos de entrada do Model S ou X.

Ações sob pressão

Essas preocupações mantiveram as ações da Tesla (TSLA) sob pressão ao longo de todo o ano. Elas se desvalorizaram cerca de 25% no ano, para US$ 255,58 no fechamento de ontem, mas recuperaram quase metade das perdas desde junho, quando eram negociadas a um valor 46% mais baixo.

Tesla
Tesla

Se a previsão consensual dos analistas se mostrar correta, a Tesla (TSLA) registrará o terceiro trimestre seguido de prejuízos hoje, ao passo que as vendas podem cair para US$ 6,47 bilhões em comparação com o mesmo período do ano passado, quando a empresa apurou uma receita de US$ 6,8 bilhões.

Os analistas do Credit Suisse e RBC Capital Markets estão entre os que preveem que a Tesla apresentará uma queda nas receitas no terceiro trimestre em relação ao ano passado. Se isso acontecer, será a primeira vez desde 2012, ano em que o Model S começou a ser produzido.

O detalhe mais importante no balanço da fabricante de automóveis, em nossa visão, será a informação sobre seu ímpeto de conter os custos. No curto prazo, esse é um dos fatores mais importantes que podem melhorar o faturamento e manter mais recursos nos cofres da Tesla (TSLA) para ajudá-la a se expandir.

Conclusão

As ações da Tesla (TSLA) oferecem um bom exemplo de investimento em que você precisa decidir entre crescimento e fluxos de caixa. A missão de Elon Musk de produzir carros elétricos econômicos é um objetivo admirável e notável, mas não está claro quanto tempo levará para a empresa se tornar lucrativa e recompensar seus investidores.

A elevada avaliação de mercado da Tesla (TSLA) em comparação com outras fabricantes de automóveis só se justifica se Musk conseguir mostrar que a companhia é capaz de entregar mais carros e fazer mais dinheiro. Em razão dessas persistentes preocupações, ainda não estamos prontos para mudar nossa visão negativa sobre a Tesla, apesar da surpresa positiva com as entregas neste mês.

 

Última atualização por Rafael Borges - 24/10/2019 - 7:52

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.
Cotações Crypto
Pela Web