Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Fast

Buenos Aires dá calote e afunda ainda mais títulos de dívida da Argentina

14/01/2020 - 18:00
Buenos Aires Argentina
A solicitação é analisada como um indicador sobre como o novo governo argentino irá gerenciar a própria dívida do país (Imagem: Unsplash/@matiaswong)

Os títulos de Buenos Aires aumentaram as perdas recentes nesta terça-feira, depois que o governo da província pediu prorrogação na amortização de mais de 250 milhões de dólares com vencimento no final deste mês, afetando também a dívida da Argentina.

A proposta para postergar o pagamento que vence dia 26 de janeiro deve ter o aceite de 75% dos credores, afirmou o ministro da Fazenda de Buenos Aires, Pablo López, em entrevista à rádio La Red.

O pagamento da amortização que vence no fim do mês está vinculado ao título provincial 2021, que caiu 3 pontos e desde a semana passada despencou 18 pontos, de acordo com dados da Refinitiv.

Buenos Aires Argentina
Ideia é dar um respiro nas contas da capital do país (Imagem: Unsplash/@eduardoequis)

“O propósito geral do proposto é liberar temporariamente a província (de Buenos Aires) de certas obrigações financeiras de curto prazo prorrogando até 1º de maio de 2020 a próxima data de pagamento do principal, originalmente estabelecido para 26 de janeiro de 2020”, disse o governo provincial em publicação em jornais argentinos.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!

A solicitação é analisada como um indicador sobre como o governo do presidente argentino, Alberto Fernández, que assumiu há pouco mais de um mês, vai gerenciar a renegociação da dívida soberana de mais de 100 bilhões de dólares.

Dólar Peso Argentino
Credores ainda não responderam sobre o novo adiamento (Imagem: REUTERS/Agustin Marcarian)

Uma porta-voz do governo da província de Buenos Aires disse à Reuters que conversas com detentores de títulos já haviam ocorrido.

“Ainda não há uma resposta concreta. Mas há uma compreensão da situação difícil que a província enfrenta”, disse.

Última atualização por Gustavo Kahil - 14/01/2020 - 18:14

Por que a Empiricus desistiu de brigar com a CVM?