Tradings LDC e Amaggi se unem para criar nova empresa de fretes

15/06/2021 - 20:59
Soja em Primavera do Leste (MT)
A empreitada veio após pouco mais de um ano de funcionamento do aplicativo Vector (Imagem: REUTERS/Paulo Whitaker)

As tradings de commodities Louis Dreyfus Company (LDC) e Amaggi se uniram para tornar a plataforma de contratação de fretes rodoviários Carguero em uma companhia independente, afirmaram as duas empresas em nota à Reuters nesta terça-feira.

A informação foi divulgada mais cedo pelo jornal Valor Econômico, que indicava também parcerias com as multinacionais do agronegócio Cargill e ADM.

Procuradas, as empresas não responderam de imediato a um pedido por comentários.

“A Louis Dreyfus Company (LDC) confirma que está sob análise do órgão concorrencial brasileiro e demais entidades reguladoras um conjunto de operações societárias envolvendo a joint venture Carguero”, disse o comunicado da companhia.

“Adicionalmente às aprovações dos órgãos competentes, o negócio está sujeito a condições usuais em transações desta natureza”, afirmou a Amaggi, que também confirmou o negócio.

Em maio, a concorrente Bunge anunciou uma parceria com a provedora de soluções de logística e tecnologia Target para criar a empresa Vector, com foco na digitalização do processo de contratação de frete rodoviário e outros serviços.

A empreitada veio após pouco mais de um ano de funcionamento do aplicativo Vector, desenvolvido pelas companhias para a contratação de fretes da Bunge.

Gostou desta notícia? Baixe o nosso app para ler, em apenas um clique, esta e mais de 150 matérias diárias.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado agro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por André Luiz - 15/06/2021 - 20:59

Pela Web