Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Transmissão Paulista mostra estabilidade e resiliência no 3º trimestre, afirmam analistas

30/10/2020 - 15:11
Energia elétrica, Transmissão Paulista
Apesar do tom positivo para o modelo de investimento da Transmissão Paulista, a XP Investimentos manteve a recomendação neutra para a ação, com preço-alvo de R$ 23 (Imagem: LinkedIn/ISA CTEEP)

Os resultados da Transmissão Paulista (TRPL4) superaram com folga as estimativas da XP Investimentos. A companhia teve lucro líquido de R$ 400,6 milhões no terceiro trimestre do ano, enquanto a expectativa da corretora para o valor era de R$ 303,6 milhões.

O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) ajustado fechou 15% acima das projeções da XP. Beneficiado pelos efeitos da revisão tarifária e pela parcela de ajuste sobre as receitas, o montante totalizou R$ 668,2 milhões.

“Os resultados do terceiro trimestre da Transmissão Paulista reforçam a estabilidade e resiliência do segmento de transmissão de energia”, disse Gabriel Francisco, analista de Energia e Petróleo & Gás da XP.

Apesar do tom positivo para o modelo de investimento da empresa, a XP manteve a recomendação neutra para a ação, com preço-alvo de R$ 23.

“Acreditamos que tal estabilidade já está precificada”, explicou Francisco.

Na opinião do BTG Pactual (BPAC11), a Transmissão Paulista divulgou fortes resultados. O banco destacou a receita líquida de R$ 821 milhões, que superou em 10% os números estimados pelos analistas.

O BTG continuou com a recomendação neutra do papel, mas elevou o preço-alvo em 12 meses para R$ 25.

Dividendos

Juntamente com a divulgação do balanço trimestral, a Transmissão Paulista publicou um comunicado referente ao pagamento de dividendos intermediários.

O conselho de administração da companhia aprovou o valor de R$ 344 milhões, que serão pagos com base na posição acionária de 4 de novembro de 2020. As ações passarão a ser negociadas “ex-dividendo” em 5 de novembro de 2020.

Os dividendos intermediários serão imputados aos dividendos obrigatórios relativos ao exercício social de 2020.

Chegou a nova newsletter Comprar ou Vender

As melhores dicas de investimentos, todos os dias, em seu e-mail!
Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por Diana Cheng - 30/10/2020 - 15:13