Três fintechs (duas ‘longe’ da Faria Lima) e R$ 58 milhões em um novo Fiagro

Giovanni Lorenzon
17/12/2021 - 14:44
Novo Fiagro na praça com direito creditório já captado nos últimos meses Imagem: Pixabay/ nattanan23

Três fintechs se juntaram em oferta pública de investidores institucionais que rendeu R$ 58 milhões em um Fundo de Investimento nas Cadeias Produtivas Agroindustriais (Fiagro).

A Nagro foi a originadora do crédito, a Vórtx é a administradora do novo fundo e a Kardinal foi a gestora que captou os recursos. A primeira e a terceira distantes dos centros financeiros paulistanos hoje metaforicamente denominados “Faria Lima”.

A carteira está lastreada na aquisição de créditos emitidos nos últimos dois meses, capilarizado em mais de 400 cidades e 30 culturas diferentes, diz o comunicado dos agentes. Daí que trata-se de um Fiagro FIDC (Fundo de Investimentos em Direitos Creditórios).

A presença da Nagro no agronegócio, a partir de Uberlândia, é amparada na digitalização do crédito, “sem burocracia”, usando o algoritmo AgRisk. A fintech já liberou mais de R$ 200 milhões.

De São Paulo, a Vórtx fará administração do Fiagro através de sua infraestrutura do mercado de capitais, e já “possui mais de meio trilhão de ativos em sua plataforma”, que combina robôs e colaboradores “atuando em corporate trust services, fund trust services e banking services com o propósito de descomplicar o mercado de capitais”.

A gestora que captou os R$ 58 milhões, a Kardinal, com R$ 2 bilhões sob gestão, foca Minas, Goiás e Mato Grosso e diz especializada na estruturação de “teses novas e complexas”.

Última atualização por Giovanni Lorenzon - 17/12/2021 - 14:46

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado agro?
Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.
Cotações Crypto