Fusões e Aquisições

Ultrapar (UGPA3) compra participação na Witzler por R$ 110 milhões, de olho no mercado livre de energia

10 jun 2024, 19:22 - atualizado em 10 jun 2024, 19:22
ULTRAPAR UGPA3
A Witzler atua na comercialização de energia elétrica no mercado livre e na gestão de energia de seus clientes; veja o comunicado da Ultrapar (Imagem: YouTube/Grupo Ultra)

A Ultrapar (UGPA3) comunicou ao mercado nesta segunda-feira (10) que assinou um contrato, por meio da sua subsidiária Ultragaz, para a aquisição de 51,7% de participação na Witzler.

A Witzler, fundada em 2015, atua na comercialização de energia elétrica no mercado livre e na gestão de energia de seus clientes. Com mais de 3 mil unidades consumidoras contratadas nos segmentos varejista e atacadista, a empresa possui atuação nacional e vem se destacando como uma das principais comercializadoras varejistas independentes.

O valor da aquisição será de R$ 110 milhões, dos quais R$ 50 milhões serão aportados na empresa adquirida via aumento de capital e R$ 60 milhões serão pagos no fechamento da transação.

  • VOCÊ JÁ DOLARIZOU SEU PATRIMÔNIO? A Empiricus Research está liberando uma carteira gratuita com 10 ações americanas pra comprar agora. Clique aqui e acesse.

Em adição, há uma parcela de R$ 40 milhões sujeita a determinadas condições de performance a ser aferida em até 12 meses.

Segundo a Ultrapar, a aquisição está alinhada com a estratégia da Ultragaz de ampliar a oferta de soluções energéticas para seus clientes, potencializando sua capilaridade, força comercial, marca e vasta base de clientes empresariais e residenciais, em consistência com o que a Ultrapar vem informando aos seus acionistas e ao mercado de capitais.

De acordo com a analista Larissa Quaresma, da Empiricus Research, a nova Medida Provisória (MP 1.227/24) que limita o sistema de créditos de PIS/Cofins deve pesar sobre a Ultrapar.

Veja o comunicado da Ultrapar

Repórter
Formado em Jornalismo pela Universidade São Judas Tadeu. Atua como repórter no Money Times desde março de 2023. Antes disso, trabalhou por pouco mais de 3 anos no Canal Rural, onde atuou como editor do Rural Notícias, programa de TV diário dedicado à cobertura do agronegócio. Por lá, participou da produção e reportagem do Projeto Soja Brasil, que cobre o ciclo da oleaginosa do plantio à colheita, e do Agro em Campo, programa exibido durante a Copa do Mundo do Catar e que buscava mostrar as conexões entre o futebol e o agronegócio.
Linkedin
Formado em Jornalismo pela Universidade São Judas Tadeu. Atua como repórter no Money Times desde março de 2023. Antes disso, trabalhou por pouco mais de 3 anos no Canal Rural, onde atuou como editor do Rural Notícias, programa de TV diário dedicado à cobertura do agronegócio. Por lá, participou da produção e reportagem do Projeto Soja Brasil, que cobre o ciclo da oleaginosa do plantio à colheita, e do Agro em Campo, programa exibido durante a Copa do Mundo do Catar e que buscava mostrar as conexões entre o futebol e o agronegócio.
Linkedin
Giro da Semana

Receba as principais notícias e recomendações de investimento diretamente no seu e-mail. Tudo 100% gratuito. Inscreva-se no botão abaixo:

*Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.