Leia os avisos legais em avenue.us. Intermediação Coin DTVM

Unica: Produção de açúcar recua 27,49% na segunda semana de novembro

11/12/2018 - 16:28

Cana

De acordo com o levantamento realizado pela UNICA (União da Indústria de Cana-de-Açúcar), a quantidade de moagem de cana-de-açúcar no Centro-Sul caiu 4,54% na segunda quinzena de novembro quando comparada ao mesmo período de 2017. Apesar da queda, o número de cana moída foi significativa – 14,58 milhões de toneladas.

O acumulado da safra 2018/2019 até dia 1 de dezembro registrou um montante de 544,32 milhões de toneladas, 4,53% menor que a produção realizada no ciclo anterior, de 570,17 milhões de toneladas.

As causas para a diminuição do ritmo de moagem no último trimestre do ano já eram esperadas, segundo Antonio de Padua Rodrigues, diretor técnico da UNICA: “As intensas chuvas ocorridas em todos os estados canavieiros promoveram redução no ritmo de colheita, além da postergação do término da safra em muitas unidades do Centro-Sul”, explica.

Dados do levantamento indicam que 45 usinas encerraram a safra na segunda quinzena de novembro. Quanto ao acumulado, 131 concluíram as atividades, o que indica que 132 usinas e destilarias continuam com a safra 2018/2019 em andamento.

Produção

A produção de açúcar sofreu queda de 27,49% na segunda semana de novembro frente ao mesmo período do ano passado, com apenas 527,83 mil toneladas. O etanol, por outro lado, cresceu 7,28%, terminando com 743,83 milhões de litros produzidos – 523,54 milhões de hidratado e 220,28 milhões de anidro.

No acumulado da safra 2018/2019 até 1 de dezembro, foram produzidas 25,76 milhões de toneladas de açúcar, queda de 26,82% frente à safra 2017/2018 de 2017, e 29,09 bilhões de litros de etanol, um aumento equivalente a 18,57%.

De toda a matéria-prima processada na segunda quinze de novembro, 68,50% foram para a produção do renovável. No acumulado, o percentual foi de 64,29%.

Vendas de etanol

Foram 2,62 bilhões de litros de etanol vendidos em novembro no Centro-Sul, 11,66% a mais em relação ao mesmo mês de 2017. 104,52 milhões foram para exportação e 2,51 bilhões ao mercado doméstico.

As vendas do etanol hidratado no mercado interno subiu 24,77%, atingindo 1,83 bilhão de litros no penúltimo mês do ano.

Segundo Rodrigues, o faturamento só não foi maior por haver uma queda sazonal de mais ou menos 6% no consumo total de combustíveis durante o mês e maior estoque de hidratado nas distribuidoras. “Esse volume de etanol comercializado no Centro-Sul indica a manutenção da elevada competitividade do hidratado nos principais mercados”, afirma o executivo.

Sobre as vendas do anidro, o volume comercializado chegou a 682,47 milhões de litros em novembro, bem abaixo dos 787,18 milhões vendidos na safra passada.
Quanto ao acumulado, as vendas somaram 20,43 bilhões de litros – 1,12 bilhão foi exportado e 19,32 bilhões circularam no mercado interno. O montante acumulado registrou alta de 17,06% em comparação à safra 2017/2018.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por Gustavo Kahil - 11/12/2018 - 16:28

Cotações Crypto
Pela Web