Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Uruguai avalia declarar quarentena geral devido ao coronavírus

18/03/2020 - 14:38
Alvaro Delgado
 Álvaro Delgado, afirmou que todas as propostas estão “na mesa” e serão discutidas (Imagem: Facebook/Alvaro Delgado)

O Sindicato Médico do Uruguai (SMU) emitiu um documento em que solicita ao governo que declare quarentena geral e outras medidas drásticas de prevenção. O secretário da Presidência, Álvaro Delgado, afirmou que todas as propostas estão “na mesa” e serão discutidas.

O primeiro caso diagnosticado do novo coronavírus (Covid-19) no Uruguai foi confirmado na sexta-feira (13). Hoje (18), apenas cinco dias depois, já são 50. Se considerado o número de infectados em relação à população, o Uruguai passou rapidamente ao topo do ranking na América Latina, já que tem uma população de apenas 3,5 milhões de habitantes.

Entre as medidas solicitadas pelo Sindicato Médico do Uruguai, o fechamento das fronteiras, por exemplo, já foi realizado. Mas o SMU pede ainda o fechamento de shoppings, centros comerciais e restaurantes.

Além disso, exige mais testes diagnósticos, com ampla disponibilidade e acessibilidade aos exames, inclusive para os médicos e pessoal da saúde, para preservar recursos humanos.

Outra exigência é de que essas pessoas não façam atendimentos sem estarem nos padrões de proteção pessoal e biossegurança. E que os locais de saúde que não possuem os elementos de biossegurança sejam fechados ao atendimento presencial, se mantendo apenas o atendimento telefônico e por vídeo.

Solicitam também a redistribuição de profissionais de atenção médica e a criação de um centro de assistência audiovisual e telefônica para atendimento dos casos suspeitos, além da redistribuição dos recursos materiais e humanos, transferindo os médicos idosos para os serviços de atendimento por telefone.

No Uruguai, os planos de saúde possuem uma característica diferente do Brasil. A maioria oferece atendimento telefônico 24 horas, todos os dias do ano.

Isso significa que você pode telefonar e conversar com um médico para avaliar a necessidade de uma visita em domicílio.

Caso as dúvidas sejam resolvidas por telefone, não há necessidade de deslocamento de médicos. Mas caso haja necessidade, uma equipe composta por um médico e um enfermeiro vai até a casa do paciente para fazer um exame presencial.

O problema é que nos últimos dias a demanda por esse tipo de serviço se multiplicou a ponto de os médicos não estarem conseguindo atender a todos os chamados.

Nas redes sociais do país circulam várias mensagens de médicos e enfermeiros solicitando que as pessoas mantenham a calma e solicitem os serviços apenas em caso de evidências claras de infecção pelo novo coronavírus, para tentar desafogar o serviço e realizar o atendimento àqueles que realmente precisam.

Governo

Álvaro Delgado, secretário da Presidência, afirmou que a decisão do governo é de adotar paulatinamente as medidas de proteção da população.

O país já suspendeu as aulas por 15 dias, desde a segunda-feira (16). Além disso, fechou totalmente as fronteiras com a Argentina e parcialmente com o Brasil, pela dificuldade de controle das fronteiras secas, aquelas onde não um rio, lago ou oceano dividindo os países, apenas uma linha simbólica que separa os territórios.

Alvaro Delgado
Álvaro Delgado, secretário da Presidência, afirmou que a decisão do governo é de adotar paulatinamente as medidas de proteção da população (Imagem: Facebook: Alvaro Delgado)

O governo solicitou também que todos os estabelecimentos comerciais fechem as portas, exceto as farmácias e comércios de alimentos. Vários centros comerciais já anunciaram o fechamento de suas lojas por tempo indeterminado.

Outra medida anunciada é a circulação de carros da polícia com alto-falantes solicitando a colaboração dos cidadãos para que fiquem em suas casas e evitem aglomerações.

Denúncia

No Uruguai, uma das primeiras pessoas a ter o diagnóstico de contaminação pelo coronavírus é Carmela Hontou, uma estilista conhecida no país.

Ela esteve em Milão, na Itália, em fevereiro. Após regressar de viagem, mas antes de ser diagnosticada, foi a um casamento com mais de 500 convidados.

O governo já confirmou que a maioria dos casos identificados até agora ou são de pessoas que foram ao casamento ou de terceiros que tiveram contato com essas pessoas.

Ontem (17) veio a público uma denúncia feita por vizinhos de Carmela, afirmando que ela não está respeitando o isolamento social necessário, recebendo frequentes visitas de seus filhos, que entram e saem do apartamento várias vezes ao dia.

O caso está sendo investigado pelo Ministério Público que solicitou a realização de entrevistas com vizinhos e o acesso às câmeras do edifício.

Uruguaios no exterior

Outro tema que vem sendo tratado pelo novo governo, que assumiu há apenas 17 dias, é o repatriamento de uruguaios no exterior.

“Entendemos a angústia que as pessoas estão passando. Transmitimos tranquilidade aos uruguaios. Temos o touro pelos chifres. Nós sabemos o que temos que fazer.

Mais cedo ou mais tarde os compatriotas que querem retornar ao Uruguai poderão fazê-lo”, afirmou o ministro das Relações Exteriores, Ernesto Talvi, que assegura estar trabalhando com distintos organismos internacionais para garantir o regresso de milhares de uruguaios.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!

Última atualização por Rafael Borges - 18/03/2020 - 14:38