Leia os avisos legais em avenue.us. Intermediação Coin DTVM

Vale a pena comprar um carro zero?

28/04/2021 - 20:32
Ainda que comprar um carro zero, novinho em folha mesmo, seja um tremendo atrativo, é preciso pensar se o investimento vale a pena (Imagem: Pixabay/Lteixeira)

Será que a compra de um carro é um investimento? Bem, para boa parte dos brasileiros, a resposta é “sim”. É o que mostra a pesquisa da Comissão de Valores Mobiliários (CVM) de 2018: 40,7% das pessoas acreditam que a compra de um automóvel para uso pessoal é um investimento.

Para a maior parte dos economistas e empreendedores que trabalham com veículos, entretanto, a resposta é diferente.

Levando em consideração que investimento significa aplicar uma quantia para no futuro resgatá-la ainda maior do que o investido no início, ter um carro não necessariamente implica em um investimento.

Para explicar melhor sobre isso, separamos alguns motivos que exemplificam por que adquirir um carro – em especial, um carro zero – pode não ser um bom investimento. Confira.

Desvalorização no primeiro uso

Ainda que comprar um carro zero, novinho em folha mesmo, seja um tremendo atrativo, é preciso pensar se o investimento vale a pena.

Sentir o cheirinho de carro novo é mesmo uma sensação indescritível, sobretudo se a compra foi feita com tanto esforço.

No entanto, assim que o veículo sai da concessionária, há uma desvalorização do valor inicial, e, em caso de revenda ou troca, há uma perda de dinheiro notável.

Após dois anos de uso, o veículo pode se desvalorizar em até 33%, de acordo com pesquisa da KBB Brasil, empresa que faz a avaliação de preço de automóveis. Isso significa que, na prática, há uma perda considerável de dinheiro logo no início.

Dinheiro investido vai muito além da compra

Ainda que o carro seja novinho, é de suma importância lembrar que o simples fato de tê-lo já implica em pagamentos que vão além da compra.

Fora a gasolina, que anda bem cara nestes tempos, ainda há gastos com manutenção mecânica anual, impostos bem salgados (o Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores, o famoso IPVA, está aí para provar isso, assim como o imposto sobre Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Vias Terrestres, o DPVAT, e o licenciamento), seguro e assim vai.

Sendo assim, na hora de assumir a compra, é necessário enxergá-la além do valor investido no início, porque, ao passar do tempo, o dinheiro gasto aumenta (e muito!).

Será que vale a pena?

A resposta depende muito de pessoa para pessoa. Se o investimento for unicamente focado em recuperar o dinheiro no futuro e aumentá-lo, talvez a melhor ideia seja investir em outras alternativas para o uso de um veículo, como funciona com carros por assinatura.

Agora, quando o uso pessoal não é focado no dinheiro investido, mas, sim, na aquisição, o cenário muda de figura. O importante é se fazer a pergunta essencial: qual é o objetivo que eu tenho ao comprar um carro?

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por Renan Dantas - 28/04/2021 - 20:32

Pela Web