Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Fast

Vale aprova distribuição de R$ 7,25 bilhões em juros, mas suspende pagamento

19/12/2019 - 21:02
Logotipo da Vale
Repercussão: rompimento da barragem de Brumadinho motiva suspensão de pagamento de proventos (Imagem: Reuters/Ricardo Moraes)

O conselho de administração da Vale (VALE3) aprovou juros sobre capital próprio no valor bruto de 7,25 bilhões de reais, ou 1,414 real por ação, segundo ata de reunião do colegiado realizada nesta quinta-feira.

A aprovação dos valores de JCP, no entanto, “não modifica a decisão do Conselho de Administração de suspender a política de remuneração ao acionista”, ainda de acordo com a ata, divulgada nesta quinta-feira.

A mineradora decidiu suspender pagamentos de dividendos e remuneração aos acionistas em 28 de fevereiro, após o rompimento de uma barragem da companhia em Brumadinho (MG), em 25 de janeiro, um desastre que deixou mais de 250 mortos. Bônus de executivos também foram suspensos.

O conselho ainda definiu que a data do pagamento do JCP aos acionistas será deliberada “em momento oportuno”.

Em fato relevante, a empresa disse que a decisão sobre a destinação do JCP “não ocorrerá durante a suspensão da Política de Remuneração ao Acionista”.

Chegou a nova newsletter Comprar ou Vender

As melhores dicas de investimentos, todos os dias, em seu e-mail!

O presidente da Vale, Eduardo Bartolomeo, disse em teleconferência em 1° de agosto que a empresa ainda não discutia uma retomada de pagamentos de dividendos aos acionistas, uma vez que o foco continua sendo o trabalho de reparação às vítimas do rompimento de Brumadinho.

Última atualização por Márcio Juliboni - 19/12/2019 - 21:10

Vale cai 9% com ajuste e baseado no avanço do coronavírus fora da China