Informação independente faz a diferença

Vale: baixo custo deve compensar queda dos preços do minério de ferro

Vale
Mercado parece estar subestimando o suporte dos custos para o longo prazo

A Vale está confiante de que o seu controle de custos irá ajudar a compensar parte da esperada redução dos preços do minério de ferro no segundo semestre de 2017, avalia o Citi Research em um relatório com detalhes de sua reunião com diretores da mineradora em uma conferência anual do banco em Nova York na semana passada.

Confira outras recomendações de ações

“A Vale está mais positiva com os preços que os investidores (e que as curvas futuras). A demanda chinesa atual é muito forte e os estoques estão baixos. A Vale vê uma queda potencial nos preços no segundo semestre por conta da oferta/demanda, mas não um colapso significativo”, explica o analista Alexander Hacking.

Segundo ele, o mercado parece estar subestimando o suporte dos custos para o longo prazo.

O Citi reitera a recomendação de compra das ações que, segundo o banco, estão subavaliadas considerando o seu fluxo de caixa, especialmente se os preços do minério levarem 2 a 3 anos para atingir as estimativas de longo prazo.

“O valor dos fluxos de caixa intermediários pode ser significativo. O free cash flow yield está superior a 25% nos atuais níveis de preço e acima de 10% com o minério a US$55 por tonelada”, ressalta Hacking.


Conteúdo Correspondente

Últimas Notícias