Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Vale: BTG destaca boa qualidade dos resultados e mantém ação como top pick

30/10/2020 - 14:02
Vale
O lucro líquido da Vale no terceiro trimestre do ano atingiu US$ 2,9 bilhões, representando uma alta de 76% ante o mesmo período do ano passado (Imagem: Facebook/Vale)

A Vale (VALE3) atendeu mais uma vez as expectativas do BTG Pactual (BPAC11). Os resultados do terceiro trimestre de 2020 da companhia vieram em linha com o que o banco esperava, tendo o Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) de US$ 6,2 bilhões ficado 2% acima das projeções.

O principal indicador do balanço foi, no entanto, a geração de caixa da mineradora.

“Para nós, o principal destaque foi a impressionante conversão de Ebitda em FCFE (fluxo de caixa do acionista) da Vale, atingindo cerca de 60%, o que consideramos incomparável em nosso universo de cobertura”, afirmaram os analistas Leonardo Correa, Caio Greiner e Ricardo Cavalieri. “Em outras palavras, a Vale entregou um rendimento de FCFE anualizado de 26,8%, reforçando o potencial de retorno de caixa futuro, em nossa opinião”.

Por outro lado, os embarques de minério de ferro da companhia ficaram abaixo das estimativas do banco – algo que os analistas consideraram como “notícia velha”.

O lucro líquido da Vale no terceiro trimestre atingiu US$ 2,9 bilhões, representando uma alta de 76% ante o mesmo período do ano passado.

O preço realizado de finos de minério de ferro totalizou US$ 112,1/tonelada. No terceiro trimestre de 2019, o valor estava em US$ 89,2/tonelada.

Na prévia operacional divulgada pouco tempo antes dos resultados, a Vale informou que foram produzidos 88,7 milhões de toneladas de minério de ferro no trimestre.

Top pick

O BTG manteve a Vale como uma de suas top picks. O banco reiterou a compra da ação, pois acredita que o risco deve diminuir gradualmente com base em três pilares: (i) retornos de caixa; (ii) forte recuperação de volumes e redução dos custos futuros; e (iii) melhora da percepção ESG.

“Vemos a ação negociando abaixo de 3,5 vezes o Ebitda em 2021 (gap relevante para os pares), e reiteramos nossa
compra na Vale, pois ainda vemos um potencial de valorização, mesmo punindo as ações por vários ângulos”, explicaram os analistas. O preço-alvo indicado é de R$ 70.

Chegou a nova newsletter Comprar ou Vender

As melhores dicas de investimentos, todos os dias, em seu e-mail!
Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por Diana Cheng - 30/10/2020 - 14:02