Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Vale demitiu auditor que alertou risco em Brumadinho antes do colapso, diz WSJ

05/03/2019 - 10:45

A Vale (VALE3) demitiu um auditor que se recusou a oferecer um certificado de segurança para a barragem que se rompeu em Brumadinho, aponta uma reportagem do jornal The Wall Street Journal. O fato teria acontecido em setembro de 2018.

A mineradora, então, teria contratado a alemã TÜV SÜD, que concedeu o certificado.

De acordo com o texto, as informações estão em uma investigação inicial da polícia e de promotores. A tragédia completou um mês no dia 25 de fevereiro. São 179 mortos e 130 desaparecidos.

A empresa afastou, neste final de semana, o seu CEO, Fabio Schvartsman, além de Gerd Peter Poppinga (Diretor-Executivo de Ferrosos e Carvão), Lucio Flavio Gallon Cavalli (Diretor de Planejamento e Desenvolvimento de Ferrosos e Carvão) e Silmar Magalhães Silva (Diretor de Operações do Corredor Sudeste).

O movimento veio após uma recomendação do Ministério Público Federal, do Ministério Público do Estado de Minas Gerais, da Polícia Federal e da Polícia Civil do Estado de Minas Gerais.

Eduardo de Salles Bartolomeo (atual Diretor-Executivo de Metais Básicos) foi indicado como Diretor-Presidente interino da Vale a partir desta data. Claudio de Oliveira Alves (atual Diretor de Pelotização e Manganês) ocupará interinamente a função de Diretor-Executivo de Ferrosos e Carvão e Mark Travers (atual Diretor Jurídico, de Relações Institucionais e Sustentabilidade de Metais Básicos) ocupará interinamente a função de Diretor-Executivo de Metais Básicos.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Leia mais sobre: Empresas, Instagram, Vale

Última atualização por Gustavo Kahil - 05/03/2019 - 12:17