Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Vale: prévia confirma que produção pode alcançar 310 milhões de toneladas neste ano, dizem analistas

20/10/2020 - 12:28
Vale-Minério de Ferro
Segundo a XP Investimentos, a Vale precisa produzir cerca de 94 milhões de toneladas de minério de ferro no quarto trimestre para alcançar a meta mínima de 310 milhões de toneladas no ano (Imagem: Divulgação/Vale)

A Vale (VALE3) divulgou ontem à noite (19) a prévia operacional referente ao terceiro trimestre de 2020. O relatório deixou os analistas confiantes com a tese de investimento da companhia, que parece seguir tendências positivas e pode alcançar a meta mínima de produção de 310 milhões de toneladas de minério de ferro em 2020.

A mineradora encerrou o terceiro trimestre do ano com 88,7 milhões de toneladas da commodity produzidos, volume 31,2% maior do que o registrado no trimestre passado e 2,3% superior à quantidade divulgada no mesmo intervalo do ano passado.

Segundo a Vale, a produção de minério de ferro foi mantida em 1 milhão de toneladas por dia a partir de meados de julho, apresentando “consistência e estabilidade ao longo de quase todo o trimestre”. Considerando esse ritmo, o Safra destacou que a produção anual deve ficar somente 1% abaixo do guidance da empresa.

Pelos cálculos da XP Investimentos, a Vale precisa produzir cerca de 94 milhões de toneladas de minério de ferro no quarto trimestre para alcançar a meta estipulada, um aumento trimestral de 6%.

Vendas

O volume de vendas de minério de ferro e pelotas totalizou 74,2 milhões de toneladas, sendo 65,7 milhões de toneladas de minério de ferro e 8,4 milhões de toneladas de pelotas.

Apesar do avanço trimestral, a Ágora investimentos destacou que a recuperação das vendas se dá de forma mais lenta.

“Os volumes de vendas têm sido mais lentos, pois a empresa ainda está normalizando os estoques na cadeia de abastecimento, e o desempenho recente sugere riscos de queda para nossa estimativa de volume de 297 milhões de toneladas para 2020”, afirmaram os analistas Thiago Lofiego e Luiza Mussi.

VALE3 Vale
A recuperação das vendas de minério de ferro da Vale se dá de forma mais lenta, destacou a Ágora Investimentos (Imagem: Reuters/Denis Balibouse)

Para 2021, a Ágora vê a Vale no caminho certo para atingir uma produção de minério de ferro de 345-355 milhões de toneladas.

Recomendação de compra reiterada

Os analistas não realizaram ajustes nas recomendações para a ação da mineradora. Considerando um retorno de dividendo mínimo de aproximadamente 9,5% com o minério de ferro em US$ 100 a tonelada em 2021, os papéis estão baratos para a XP, que reforçou a indicação de compra e o preço-alvo de R$ 86.

A Ágora também sugeriu compra, com preço-alvo de R$ 90, enquanto o Safra reiterou a recomendação de outperform (desempenho esperado acima da média do mercado) e o preço-alvo de R$ 74,4o.

O Inter Research, que também comentou sobre a prévia divulgada pela Vale, reafirmou a compra das ações, com preço-alvo de R$ 91 para o papel negociado na Bolsa brasileira e de US$ 17 para a ADR (American Depositary Receipt) VALE.

“Acreditamos que a Vale caminha para a estabilização de sua produção após as retomadas em sítios que se encontravam inoperantes desde o acidente em Brumadinho. Ademais, vemos a companhia reforçar sua estratégia de aumento de produtos de alta qualidade em seu portfólio”, disse.

Chegou a nova newsletter Comprar ou Vender

As melhores dicas de investimentos, todos os dias, em seu e-mail!
Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por Diana Cheng - 20/10/2020 - 12:39