Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Leia os avisos legais em avenue.us. Intermediação Coin DTVM

Varejo: GMV do Magazine Luiza disparará 120%; Via Varejo e B2W terão alta de mais de 50%

03/02/2021 - 15:23
Magazine Luiza
Para a dupla, a principal questão agora é quanto o crescimento do GMV irá desacelerar em 2021 (Imagem: Divulgação/Magazine Luiza)

O setor de varejo online deverá ter mais um trimestre forte, calcula a Ágora Investimentos em relatório enviado a clientes.

De acordo com os analistas Richard Cathcart e Flávia Meireles, que assinam o documento, na média, as quatro maiores plataformas de e-commerce do Brasil terão expansão de 82% em GMV online, que mede o volume bruto de mercadoria, com o Magazine Luiza (MLGU3) no topo com 120%, seguida por Via Varejo (VVAR3) (94%) e B2W (BTOW3) (51%).

“Todas as empresas deram alguma indicação de seu desempenho na Black Friday, então não esperamos ver surpresas no dia dos resultados”, argumentam.

Para a dupla, a principal questão agora é quando o crescimento do GMV irá desacelerar em 2021.

Abrão Filho aumenta 135% sua receita em 2021

“Esperamos que a gestão de cada uma das empresas seja relativamente otimista em relação ao primeiro trimestre (contra uma base de comparação suave), então é provável que tenhamos apenas uma melhor ideia de desaceleração em abril”, pontuam.

A Enjoei (ENJU3), empresa que tem grande presença no e-commerce e a favorita da Ágora no setor, poderá ter crescimento de 74% no GMV.

Lojas Quero-Quero
A corretora destaca a Lojas Quero-Quero (LJQQ3), com expectativa de alta de 20% nas receitas e com um Ebitda 40% maior que em 2019. (Imagem: Facebook/Lojas Quero-Quero)

Varejo alimentar também não desapontará

Um outro segmento que disparou durante a pandemia, o varejo alimentar também manterá o salto visto nos últimos trimestres.

Carrefour (CRFB3) e Grupo Mateus (GMAT3) são as empresas que devem ter crescimento de SSS (Vendas das Mesmas Lojas) de alto nível.

Entre as marcas de consumo, a dupla espera mais um trimestre forte nas receitas da Natura (NTCO3) e Alpargatas (ALPA3) e resultados resilientes da Vulcabras (VULC3) – com Ebitda apenas marginalmente inferior ao ano anterior.

Os analistas também calculam um trimestre positivo para a Arezzo (ARZZ3), puxado por um dezembro forte.

“Estimamos o crescimento das vendas totais da Reserva maiores que 20%, com algum ganho de margem Ebitda”, argumentam.

Por fim, a corretora destaca a Lojas Quero-Quero (LJQQ3), com expectativa de alta de 20% nas receitas e com um Ebitda 40% maior que em 2019.

“Quero-Quero continua a ser um dos nossos dois nomes preferidos (o outro é Grupo Mateus) no tema expansão de lojas a longo prazo”, observam.

Veja as recomendações da Ágora para o setor:

Empresa Ticker Recomendação Preço-alvo (R$)
Alpargatas ALPA4 Neutro 43
Lojas Americanas LAME4 Neutro 29
B2W BTOW3 Neutro 90
Burguer King BKBR3 Neutro 12
C&A CEAB3 Compra 18
Carrefour CRFB3 Compra 28
Centauro CNTO3 Neutro 30
Enjoei ENJU3 Compra 18
Grupo Mateus GMAT3 Compra 11
Guararapes GUAR3 Compra 22
Hering HGTX3 Neutro 18
Magazine Luiza MGLU3 Neutro 27
Marisa AMAR3 Compra 11
Natura NTCO3 Compra 60
Lojas Quero-Quero LJQQ3 Compra 20
Lojas Renner LREN3 Compra 50
Via Varejo VVAR3 Neutro 17
Vulcabras VULC3 Neutro 9

 

Chegou a nova newsletter Comprar ou Vender

As melhores dicas de investimentos, todos os dias, em seu e-mail!
Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por Renan Dantas - 03/02/2021 - 15:29

Pela Web