Varejo rejeita aumento e frigorífico consegue segurar escapada do boi de entressafra

23/06/2021 - 17:37
Boi Carnes Commodities Agronegócio Pecuária
A oferta de boi está ajustada e deve ficar mais ainda, mas o varejo está quieto como sempre (Imagem: Unsplash/@shanish87)

A arroba do boi está ziguezagueando há alguns dias nos R$ 318 a R$ 320 nas principais praças paulistas.

Mantém um patamar que ainda não foi atingido pelo aumento da escassez da entressafra. Mesmo os animais da safra vieram em volumes curtos.

Os frigoríficos estão conseguindo evitar a esticada dos preços.

Quando repica nos R$ 320 para o boi comum, ou nos R$ 325 do boi China, no dia seguinte os compradores freiam.

Essas cotações médias sãos vistas no Cepea, no Balizador GPB Datagro e na Agrifatto, enquanto na Scot Consultoria o preço à vista está R$ 10 a menos na referência, livre de impostos.

A estabilidade, por assim dizer, está em sintonia com a dificuldade de o mercado atacadista alargar a oferta acima dos R$ 19,50 a R$ 19,70 do kg da carcaça casada negociada.

O varejo sentiu o endurecimento dos consumidores nesta segunda quinzena, de resto mais retraído nesse período do que o já retraimento normal.

E também as exportações para China deram uma acomodada. Quando há muita corrida para fechar escalas com boi de exportação, há reflexo nas cotações dos animais que ficam para consumo brasileiro de massa.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado agro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por Giovanni Lorenzon - 23/06/2021 - 17:37

Pela Web