Leia os avisos legais em avenue.us. Intermediação Coin DTVM

Via é a ação a ser comprada agora no e-commerce, aponta Genial

23/06/2021 - 11:32
Via Varejo Ponto Frio
A corretora indicou a compra da ação da Via, com preço-alvo de R$ 25 (Imagem: Divulgação)

A Genial Investimentos tem a Via (VVAR3) como principal escolha em e-commerce. Apesar do esperado cenário de competição agressiva no setor, a corretora indicou a compra da ação, com preço-alvo de R$ 25, pois está otimista com a capacidade da companhia de sustentar seu crescimento com novos projetos, principalmente no lado digital, passado o processo de reestruturação.

“Nos últimos trimestres, impulsionada pela pandemia, a companhia tem provado o sucesso de sua transformação e demonstrado ser uma empresa digital. Essa transformação fica aparente no crescimento do GMV [volume bruto de mercadorias] Online, que aumentou 142%, representando 43% do GMV total no ano de 2020”, disse a analista Karen Atsuta, em relatório atualizado na segunda-feira. “Esperamos que continue crescendo a uma taxa média de 21% nos anos de 2021 a 2025, chegando a mais de 60% do GMV total em 2025”.

Para a Genial, a Via conseguiu provar que pode ser um forte nome no e-commerce. E o melhor momento para aproveitar a ascensão da empresa nos canais digitais é agora, pois o mercado continua cauteloso com a empresa, criando uma boa oportunidade de compra da ação.

Investindo em inovação

Um dos motivos que explicam a visão positiva da Genial com a Via é que, mesmo já colhendo resultados da sua transformação digital, a companhia continua investindo pesado na expansão de suas operações tecnológicas.

A Via tinha no início do ano passado capacidade de incluir cerca de 500 vendedores por trimestre em seu marketplace. Ao longo de 2020, a capacidade de integração subiu para mais de 2 mil vendedores por trimestre.

“Em fevereiro [de 2021], a companhia lançou sua nova plataforma, capaz de fazer o onboarding de um novo seller em apenas três minutos. Isso pode fazer com que eles cheguem a dobrar o número de sellers até o final de 2021”, afirmou Atsuta.

Na parte de logística, a Via deve aproveitar as operações da recém-lançada plataforma Envvias e impulsionar as operações da ASAPLog, adquirida no início do ano passado. A ASAPLog possui atualmente 200 mil entregadores e é responsável por 42% das entregas em 24h da Via (ante média de 48% das entregas em 24h dos concorrentes).

“A Envvias já presta serviços logísticos para 50% dos clientes do 3P. Com o crescimento acelerado do número de sellers, essa penetração deve aumentar, melhorando a média de tempo de entrega dessa divisão e garantindo um serviço de excelência nas vendas”, afirmou Atsuta.

Em serviços financeiros, a Via tem a fintech banQi. Segundo a analista, a digitalização de uma operação da companhia que era considerada “tradicional” foi um movimento “extremamente assertivo”.

A expectativa é de que o banQi continue trazendo maior frequência de compras no futuro e se mantenha uma ferramenta de fidelização de clientes e incentivo de vendas cruzadas.

Outra oportunidade

Lojas Americanas
Lojas Americanas e B2W juntas são outra boa oportunidade no setor de e-commerce, defendeu a Genial (Imagem: LinkedIn/Americanas)

O conjunto Lojas Americanas (LAME4) e B2W (BTOW3) é outra boa oportunidade no setor, defendeu a Genial. A corretora vê grandes oportunidades de crescimento para o Universo Americanas, considerando o grande volume de lojas físicas da Lojas Americanas e a alta penetração da B2W no segmento 3P.

Além disso, a combinação de negócios entre controlada e controladora pode trazer grandes ganhos de eficiência operacional e maior assertividade estratégica.

A Genial recomendou a compra das ações da Lojas Americanas e da B2W, com preços-alvo de, respectivamente, R$ 30 e R$ 90.

Para o papel do Magazine Luiza (MGLU3), a Genial optou por uma recomendação de manter, com preço-alvo de R$ 20. Embora seja líder do setor, o varejista está com múltiplos a níveis elevados quando comparado com os rivais.

“Vemos as ações da companhia sendo negociadas a um EV/EBITDA [valor da empresa sobre Ebitda] estimado para 2022 de 1,8 vez, muito alto quando comparado com seus pares, o que nos levas a acreditar que a performance futura da Magalu já está majoritariamente precificada nos preços atuais”, explicou Atsuta.

Gostou desta notícia? Baixe o nosso app para ler, em apenas um clique, esta e mais de 150 matérias diárias.

Chegou a nova newsletter Comprar ou Vender

As melhores dicas de investimentos, todos os dias, em seu e-mail!
Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por Diana Cheng - 23/06/2021 - 11:32

Pela Web