Empresas

Vivara (VIVA3): Boas notícias à frente? Saiba o que o mercado pensa da mudança de CEO

25 mar 2024, 14:32 - atualizado em 25 mar 2024, 14:32
vivara mudança ceo o que vem pela frente
Alterações na rota seguida pela Vivara são vistas com bons olhos, mas há pontos de atenção no caminho (Imagem: Flávya Pereira/Money Times)

Nesta segunda-feira (25), a Vivara (VIVA3) anunciou que Otavio Lyra, agora ex-CFO da empresa, assumirá o cargo de CEO. Nelson Kaufman, que ocupava a posição anteriormente, será o novo presidente do conselho da companhia.

Mateus Haag, da Guide Investimentos, considera o impacto da mudança positivo, após a nomeação de Kaufman para CEO ter sido mal-recebida, assim como o discurso sobre internacionalização da empresa, fazendo com que as ações caíssem 18% na semana passada.

Para Haag, a notícia não deve reverter toda a queda das ações, dado que ainda muitas mudanças foram feitas nos últimos sete dias. “Contudo, é provável que boa parte das mudanças anunciadas sejam desfeitas, principalmente com relação à estratégia da empresa e perfil da diretoria”, finaliza.

XP faz suas apostas para Vivara

No relatório da XP Investimentos, assinado por Danniela Eiger, Gustavo Senday e Laryssa Sumer, a mudança é tida como um ajuste de rota positivo. “Uma vez que deverá evitar mudanças estratégicas abruptas, ao mesmo tempo que consideramos que o assento no conselho se encaixa melhor ao Sr. Kaufman”, sinalizam.

Para a XP, o destaque vai para o histórico sólido de Lyra na Vivara, tendo ingressado na empresa pouco antes da Oferta Pública Inicial (IPO, na sigla em inglês) e feito parte do processo de expansão da Life.

Além disso, há a consideração de que o novo cargo de Kaufman é mais adequado a ele, por proporcionar um papel mais amplo e estratégico.

  • LEIA TAMBÉM: Luis Stuhlberger, Daniel Goldberg e outros grandes nomes do mercado debatem oportunidades de investimento no Macro Summit Brasil 2024; assista gratuitamente

Mas nem tudo são rosas para a Vivara. O relatório destaca que o mercado poderá atribuir um desconto de governança à empresa frente aos acontecimentos recentes. Outro ponto negativo é que um novo CFO para a empresa ainda não foi anunciado.

“Entretanto, acreditamos que o anúncio de hoje sinaliza a disposição do Sr. Kaufman de não realizar mudanças disruptivas para a estratégia da empresa”, finaliza o relatório.

Como a XP não espera disrupções no direcionamento estratégico da Vivara, a recomendação de “compra” ainda é mantida, com a dinâmica de resultados de curto prazo também permanecendo sólida.

Às 14h18 de hoje, as ações VIVA3 subiam 2,83%.

Estagiária
Jornalista em formação pela Universidade de São Paulo (ECA-USP). Apaixonada pela escrita e pelo audiovisual, ingressou no Money Times em 2023.
Linkedin
Jornalista em formação pela Universidade de São Paulo (ECA-USP). Apaixonada pela escrita e pelo audiovisual, ingressou no Money Times em 2023.
Linkedin