Empresas

Vivo (VIVT3) pagará R$ 175 milhões em juros sobre o capital próprio

14 jun 2024, 18:41 - atualizado em 14 jun 2024, 18:48
O acionista que quiser embolsar os JCPs terá até o dia 26 de junho para comprar o papel (Imagem: Unsplash)

A Vivo (VIVT3) pagará R$ 175 milhões em juros sobre o capital próprio, mostra documento enviado ao mercado nesta sexta-feira (14).

Segundo o documento, o valor será R$ 0,106006279191 por ação ordinária, sendo R$ 0,09010533731 líquidos de imposto de renda.

O acionista que quiser embolsar os JCPs terá até o dia 26 de junho para comprar o papel. A partir desta data, as ações serão consideradas “ex-JSCP”.

O pagamento será realizado até o dia 30 de abril de 2025, devendo a data ser oportunamente fixada pela diretoria da companhia.

Vivo, sempre presente em carteiras de dividendos

A empresa é figurinha carimbada entre carteira de dividendos de analistas. A Terra Investimentos, que recomenda papel, calcula dividend yield (retorno de dividendos) de 3,79% para os próximos meses.

“A principal tese de investimento está centrada na expansão da infraestrutura de fibra óptica, aliada à robusta geração de fluxo de caixa livre, que se traduz em distribuição de dividendos atrativos ao longo de 2024″, explica a corretora.

Essa perspectiva, segundo o analista, é impulsionada pelo crescimento acelerado dos negócios de fibra, controle eficiente de custos e resiliência demonstrada no segmento móvel.

A empresa recebeu 11 indicações entre carteiras de dividendos, segundo levantamento do Money Times.

Editor-assistente
Formado pela Universidade Presbiteriana Mackenzie, cobre mercados desde 2018. Ficou entre os 50 jornalistas +Admirados da Imprensa de Economia e Finanças das edições de 2022 e 2023. É editor-assistente do Money Times. Antes, atuou na assessoria de imprensa do Ministério Público do Trabalho e como repórter do portal Suno Notícias, da Suno Research.
Linkedin
Formado pela Universidade Presbiteriana Mackenzie, cobre mercados desde 2018. Ficou entre os 50 jornalistas +Admirados da Imprensa de Economia e Finanças das edições de 2022 e 2023. É editor-assistente do Money Times. Antes, atuou na assessoria de imprensa do Ministério Público do Trabalho e como repórter do portal Suno Notícias, da Suno Research.
Linkedin
Giro da Semana

Receba as principais notícias e recomendações de investimento diretamente no seu e-mail. Tudo 100% gratuito. Inscreva-se no botão abaixo:

*Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.