Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

VLI antecipa renovação de contratos para transporte de carvão e minério no Pecém

20/05/2020 - 17:30
VLI
Em 2019, a operação da VLI no Pecém movimentou 8 milhões de toneladas em cargas, volume 18% maior do que o registrado no ano anterior (Imagem: VLI/Divulgação)

A VLI, companhia de logísticas que integra ferrovias, terminais e portos, renovou para 2027 contratos de prestação de serviços no transporte de carvão e minério de ferro para o Complexo Industrial e Portuário do Pecém, litoral do Ceará, informou a empresa à Reuters.

A companhia movimenta carvão para as termelétricas da EDP (ENBR3) e Eneva (ENEV3), além da Companhia Siderúrgica do Pecém (CSP) desde 2016. Segundo a VLI, a CSP também recebe minério de ferro. Os contratos venceriam em 2021.

Em 2019, a operação da VLI no Pecém movimentou 8 milhões de toneladas em cargas, volume 18% maior do que o registrado no ano anterior.

Questionada sobre a expectativa de movimentação para 2020, a VLI disse apenas que “os novos contratos referenciam o amadurecimento da nossa operação”, destacando ainda que a perspectiva para 2020 é positiva.

Quanto à crise do coronavírus, a companhia destacou que todas as operações da VLI em portos, terminais multimodais e ferrovia passaram por adaptações para prevenir a disseminação da doença e seguem funcionando.

“Em meio às circunstâncias sem precedentes da pandemia, a empresa vem monitorando os acontecimentos e executando um plano de contingência. Estamos trabalhando em duas frentes prioritárias: na preservação da saúde das pessoas e na continuidade das operações.”

Algumas das medidas adotadas nos portos, por exemplo, são o acesso aos navios sem contato com tripulação, utilização de óculos, luvas e álcool em gel por parte de equipes que vistoriam embarcações e monitoramento de temperatura dos empregados.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por Renan Dantas - 20/05/2020 - 17:30