BusinessTimes

Vulcabras dispara mais de 10%, após crescimento de 191% no lucro do 3º trimestre

10 nov 2021, 20:00 - atualizado em 11 nov 2021, 8:12
Vulcabras Azaleia
Disparada: ação a Vulcabras salta quase 9%na abertura deste pregão (Imagem: LinkedIn/Vulcabras Azaleia)

A disparada de 191,5% no lucro da Vulcabras (VULC3) no trimestre impulsionou as ações da companhia de calçados. Nesta quarta-feira (10), os papéis subiram 10,29%, cotados a R$ 9,86, enquanto o Ibovespa (IBOV) registrou leve alta de 0,41%.

Na noite de terça-feira (9), a Vulcabras divulgou seus resultados referentes ao terceiro trimestre deste ano. O lucro líquido da companhia foi de R$ 126,5 milhões no período.

O Ebitda ajustado — que mede o resultado operacional — foi de R$ 102,4 milhões, avanço de 54,7%. A receita líquida somou R$ 535,9 milhões, crescimento de 40%.

É hora de comprar ou vender os papéis?

Segundo Larissa Pérez e Rafael Barros, analistas que assinaram o relatório da XP Investimentos, os resultados, apesar de estar em linha com o esperado, foram robustos.

A XP afirma que o destaque do trimestre foi o crescimento na receita, bem como o ganho de margem bruta a 36,1%. “Tudo isso se deu em meio a um cenário macroeconômico que segue desafiador e, em particular, a um momento em que o varejo ainda lida com restrições impostas pela Covid-19”, afirmou a corretora.

Os analistas também ressaltam o compromisso da companhia de utilizar energia limpa em 100% de sua produção. O que preocupa os a XP é o aumento nos custos da matéria prima, que pressiona as margens. No entanto, eles acreditam que a Vulcabras deve “continuar melhorando sua rentabilidade no curto prazo”.

A corretora reiterou a recomendação de compra para os papéis da companhia, com preço-alvo de R$ 12 — uma alta potencial de 34,23%.

Editora-assistente
Editora-assistente no Money Times e graduanda em Jornalismo pela Unesp - Universidade Estadual Paulista. Entrou para a área de finanças e investimentos em 2021.
Linkedin
Editora-assistente no Money Times e graduanda em Jornalismo pela Unesp - Universidade Estadual Paulista. Entrou para a área de finanças e investimentos em 2021.
Linkedin