Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Wall Street não se convence com corte emergencial de juros do Fed

03/03/2020 - 13:39
Federal Reserve EUA
A decisão do Fed de cortar os juros antes de sua próxima reunião, em meados de março, reflete a urgência com a qual o banco central dos EUA sente que precisa agir (Imagem: Reuters/Kevin Lamarque)

Os principais índices de ações dos Estados Unidos caíam em um mercado volátil nesta terça-feira, uma vez que investidores temiam que mesmo um corte surpresa de 0,5 ponto percentual na taxa de juros pode não ser suficiente para proteger a maior economia do mundo do impacto da epidemia do coronavírus.

A decisão do Federal Reserve de cortar os juros antes de sua próxima reunião, em meados de março, reflete a urgência com a qual o banco central dos EUA sente que precisa agir para evitar a possibilidade de uma recessão global, e as ações inicialmente saltaram mais de 1% em reação à notícia.

Mas as ações rapidamente passaram a terreno negativo no dia, conforme analistas se preocupavam com a possibilidade de que direcionar mais dinheiro aos mercados financeiros e bancário possa não lidar com o problema central da epidemia –uma redução da atividade empresarial já que trabalhadores e consumidores ficam em casa.

“O Fed entrou em pânico, o que ele faz muito bem, e isso foi um erro”, disse Michael O’Rourke, estrategista da Jones Trading. “O corte de juros do Fed em 50 pontos-base agora não levará as pessoas ao cinema ou a conferências, eventos esportivos ou lugares com grandes aglomerações”.

O banco central dos EUA cortou sua taxa de juros três vezes em 2019 e, desde então, optou pela estabilidade em meio a sinais de melhoria do crescimento após o fechamento da Fase 1 de um acordo comercial entre Estados Unidos e China.

Às 13:24 (horário de Brasília), o índice Dow Jones caía 1,84%, a 26.211 pontos, enquanto o S&P 500 perdia 0,285416%, a 3.081 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq recuava 0,27%, a 8.928 pontos.

 

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!

Última atualização por Rafael Borges - 03/03/2020 - 13:39