Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Fast

Wall Street recua com tensões no Oriente Médio e dados fracos dos EUA

03/01/2020 - 18:31
Homem caminha pela chuva em Wall Street do lado de fora da Bolsa de Nova York (NYSE), EUA. 09/10/2019. REUTERS/Brendan McDermid
Tempo feio: crise no Oriente Médio abala confiança dos investidores (Imagem: Reuters/Brendan McDermid

Os principais índices de Wall Street recuaram de recordes nesta sexta-feira, depois que um ataque aéreo norte-americano no Iraque aumentou as tensões no Oriente Médio. O movimento também foi guiado pela divulgação de uma contração maior do que a esperada no setor industrial dos Estados Unidos.

O Dow Jones caiu 0,81%, para 28.634,88 pontos. O S&P 500 perdeu 0,71%, para 3.234,85 pontos. O Nasdaq recuou 0,79%, para 9.020,77 pontos.

O declínio desta sexta-feira fez o S&P 500 acumular baixa na semana, interrompendo uma série de cinco altas semanais.

Na semana, o Dow teve variação negativa de 0,04%, o S&P 500 recuou 0,17%, e o Nasdaq subiu 0,16%.

A demanda por ativos de refúgio disparou conforme o Irã prometeu vingança pela morte de Qassem Soleimani, comandante da elite das Forças Quds do Irã, em um ataque aéreo autorizado pelo presidente norte-americano, Donald Trump.

Em um outro revés ao sentimento do mercado norte-americano, os dados do Instituto de Gestão do Fornecimento (ISM, na sigla em inglês) mostraram que a atividade fabril dos EUA contraiu em dezembro no ritmo mais intenso em uma década.

“Houve um reforço (do mau humor) com a atividade industrial fraca e você teve uma faísca geopolítica”, disse Michael Antonelli, estrategista de mercado da Robert W. Baird em Milwaukee. “Isso está no topo do sentimento de que o mercado esteve excessivamente comprado.”

As ações do segmento bancário do S&P 500 recuaram 1,6%, com o noticiário levando o rendimento do Treasury de dez anos anos ao seu nível mais baixo desde 12 de dezembro.

As ações de companhias aéreas também caíram, com os preços do petróleo subindo cerca de 3%. Os papéis da American Airlines depreciaram 5%, enquanto as ações da United Airlines caíram 2,1%.

Entre os 11 principais setores do S&P 500, apenas os segmentos imobiliário e de serviços públicos –ambos considerados defensivos– terminaram em alta.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!

Última atualização por Gustavo Kahil - 04/01/2020 - 0:01