Mercados

Warren Buffett: Conheça 7 empresas do portfólio do investidor

26 fev 2024, 15:06 - atualizado em 26 fev 2024, 15:06
warren buffett empresa 1 trilhão ações escolhidas
A empresa do megainvestidor, Berkshire Hathaway, apresentou lucro recorde após a divulgação de sua carta anual aos acionistas (Imagem: Reuters/Rick Wilking)

Em sua carta anual aos acionistas da Berkshire Hathaway, o investidor Warren Buffett afirmou que manterá suas posições na American Express (AXPB34) e Coca-Cola (COCA34), reiterando a importância das participações em cinco empresas japonesas e na Occidental Petroleum.

“A lição da Coca-Cola e da AMEX? Quando você encontrar um negócio verdadeiramente maravilhoso, persista nele”, afirmou Buffet.

Na carta, o megainvestidor afirmou que a Berkshire não tem interesse em comprar ou administrar a Occidental Petroleum, além de elogiar a gestão da atual CEO da empresa, Vicki Hollub.

Ainda, Warren afirmou que a empresa tem participações de cerca de 9% em cinco companhias japonesas: Itochu, Marubeni, Mitsubishi, Mitsui e Sumitomo, podendo elevar a participação até o limite de 9,9%.

Após reafirmar a importância desses nomes, as ações da Marubeni subiam até 5,6% na segunda-feira (26), com outras companhias citadas também apresentando ganhos.

Sobre o cenário dos Estados Unidos, o megainvestidor afirmou que “restam poucas empresas neste país capazes de realmente fazer a diferença na Berkshire, e elas têm sido continuamente escolhidas por nós e por outros”.

Empresa de Warren Buffett apresenta valor de mercado de quase US$ 1 trilhão

Ainda no sábado, a Berkshire Hathaway apresentou lucro recorde, chegando cada vez mais perto da marca de US$ 1 trilhão em valor de mercado, com suas ações de classe B subindo 3%.

Apesar da notícia, o futuro da Berkshire pode ser desafiador em 2024, apesar de conseguir superar desafios graças à exposição a diversos setores, de acordo com a Bloomberg Intelligence.

“Uma economia lenta, aumento de custos trabalhistas e processos judiciais envolvendo incêndios florestais podem ser obstáculos. Mesmo assim, acreditamos que os lucros da Berkshire permanecerão robustos devido aos seus investimentos em segmentos diversificados”, afirmou a Bloomberg.

Estagiária
Jornalista em formação pela Universidade de São Paulo (ECA-USP). Apaixonada pela escrita e pelo audiovisual, ingressou no Money Times em 2023.
Linkedin
Jornalista em formação pela Universidade de São Paulo (ECA-USP). Apaixonada pela escrita e pelo audiovisual, ingressou no Money Times em 2023.
Linkedin