Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Webex da Cisco se aproxima de 600 milhões de usuários

23/10/2020 - 15:18
O Webex registrou 324 milhões de participantes em reuniões em março. O Zoom teve 300 milhões diários em abril, enquanto o Microsoft Teams em abril divulgou 200 milhões de usuários (Imagem: Facebook/Webex)

O aplicativo de videoconferência Webex, da Cisco, registrou 590 milhões de usuários em setembro e deve atingir mais de 600 milhões neste mês, quase o dobro dos números registrados em março, quando os países começaram a fechar devido à pandemia.

Embora a expansão no número de usuários do Webex tenha começado em março, ela não desacelerou, e os números estão em seu melhor momento em outubro em meio à segunda onda de infecções, disse Jeetu Patel, gerente geral da Cisco Systems para negócios de segurança e aplicativos, à Reuters.

O Webex registrou 324 milhões de participantes em reuniões em março. O Zoom teve 300 milhões diários em abril, enquanto o Microsoft Teams em abril divulgou 200 milhões de usuários. Os números podem não ser comparáveis porque as empresas podem usar métodos diferentes de contagem de participantes e não divulgam tais métodos.

Zoom e Microsoft se recusaram a fornecer números atualizados de usuários.

Webex e Teams inicialmente estavam focados em clientes empresariais, enquanto o Zoom monopolizava o mercado para diversas áreas, desde salas de aula virtuais até serviços religiosos.

Embora os participantes de reuniões online tenham aumentado mais de três vezes em relação ao ano passado, uma grande porcentagem do uso ainda vem das empresas, disse a Cisco.

Mas a Cisco está trabalhando para mudar isso. O Webex tem um novo produto para escolas que apresenta a capacidade de hospedar uma grande sala de aula, dividir a classe em pequenos grupos e reuni-la novamente.

“Estamos focados na educação de forma muito agressiva”, disse Patel.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por Rafael Borges - 23/10/2020 - 15:18