Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Wilson Sons vê lucro cair 14,1% no 2º trimestre

11/08/2020 - 18:15
A receita líquida sob efeito da norma IFRS contraiu 15,8%, de US$ 98,7 milhões para US$ 83,1 milhões (Imagem: Divulgação/Wilson Sons)

A Wilson Sons (WSON33) apresentou recuo de 14,1% no lucro líquido do segundo trimestre deste ano ante o mesmo intervalo de 2019, de acordo com o relatório divulgado pela companhia nesta terça-feira (11). O valor, que chegou a US$ 5,7 milhões, foi negativamente impactado pela variação cambial.

A receita líquida sob efeito da norma IFRS contraiu 15,8%, de US$ 98,7 milhões para US$ 83,1 milhões. Mais uma vez, a alta do dólar levou à pressão nos números, principalmente sobre as receitas de terminais de contêiner, cujas performances foram parcialmente compensadas pelo aumento das receitas de rebocadores. Em real, a receita líquida cresceu 15,6%, para R$ 447,3 milhões.

O Ebitda cresceu 10,6% no período e totalizou US$ 36,9 milhões. Já em real, o número foi 53,6% maior em relação ao segundo trimestre de 2019, encerrando em R$ 198,4 milhões.

Sobre os próximos resultados, Cezar Baião, CEO das operações da Wilson Sons no Brasil, adotou uma visão mais tímida:

“As perspectivas para o segundo semestre de 2020 permanecem modestas devido aos impactos econômicos prolongados da covid-19. Além disso, a queda recente no preço do petróleo continua adiando a recuperação da demanda por serviços de apoio à indústria de petróleo e gás offshore”, explicou o executivo.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por Diana Cheng - 11/08/2020 - 18:15