Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

XP: questão ambiental ganhará cada vez mais relevância nos preços das ações de frigoríficos

24/09/2020 - 18:15
Agronegócio-Meio Ambiente
Para a XP Investimentos, os investidores acompanham de perto os planos e programas anunciados pelos frigoríficos brasileiros (Imagem: REUTERS/Paulo Whitaker)

As empresas de proteínas, cada vez mais preocupadas com as possíveis consequências da pressão internacional por conta das queimadas e do desmatamento no Brasil, anunciaram nos últimos dias programas para diminuir o impacto ambiental nas suas produções.

Na terça-feira, a Marfrig (MRFG3) informou que irá ingressar na lista da Science Based Targets, iniciativa internacional que mobiliza empresas a se comprometerem com metas de redução das emissões de Gases de Efeito Estufa.

Já na quarta-feira, foi a vez da JBS (JBSS3) anunciar o programa Juntos pela Amazônia, que prevê a criação de um fundo de R$ 1 bilhão para investimentos no desenvolvimento sustentável do bioma.

Para a XP Investimentos, os investidores acompanham de perto os planos e programas anunciados pelos frigoríficos brasileiros.

“Na nossa visão, as questões ambientais serão cada vez mais importantes na formação dos preços das ações dos frigoríficos adiante e vemos as iniciativas recém anunciadas, ainda que tardia na opinião de alguns investidores, como marcos importantes e positivos do setor pela preservação da Amazônia e demais biomas”, afirmou em relatório enviado a clientes nesta quinta-feira (24).

Segundo a corretora, hoje o rastreamento dos fornecedores diretos já é feito, mas a dificuldade mora justamente em garantir a origem dos fornecedores indiretos – eles são os grandes responsáveis, na pecuária, pelo aumento do desmate na Amazônia nos últimos anos.

Segundo dados do IBGE, os diferentes biomas terrestres do Brasil perderam, entre 2000 e 2018, cerca de 500.000 km², equivalente à extensão territorial da Espanha, de cobertura natural.  Amazônia e Cerrado foram os biomas que tiveram as maiores perdas.

Chegou a nova newsletter Comprar ou Vender

As melhores dicas de investimentos, todos os dias, em seu e-mail!
Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por Renan Dantas - 24/09/2020 - 18:15